Universo retrô

Brechós investem no estilo vintage e moda sustentável

Em Prudente, demanda por peças second hand cresce a dia no novo cenário fashion; itens exclusivos e de qualidade fazem sucesso

THIAGO MORELLO • 22/08/2018 09:05:00

Se até na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma, em outras situações isso não poderia ser diferente, como na moda. E como sempre dizem, “a moda sempre volta”. E mais do que nunca, o estilo vintage e retrô, que atrelado à moda sustentável, está em alta, dando espaço aos famosos garimpos em brechós, feiras, bazares e lojas que visam à reciclagem de roupas, mas mais do que isso, rever os impactos ambientais que o meio pode causar, traduzindo em um produto com referência histórica.

Em Presidente Prudente, entre os locais exemplos, há os brechós Hot Tramp, Meanwhile e Andino. Com uma linhagem de trabalho semelhante, e inaugurado em julho, o Vintage Lust também traz à tona a denominada moda sustentável. “Vivemos o momento da conscientização, em que a sustentabilidade vem ganhando força e as pessoas estão consumindo com mais consciência”, destaca o co-fundador à frente do brechó e stylist, Lucas Sant’Anna.

O que ele não deixa de citar é que no mercado da moda o vintage está em alta mais do que nunca, não apenas por ser mais barato, mas também por ser um produto com muita informação e história de moda. “A demanda por peças second hand [segunda mão] cresce dia a dia no novo cenário fashion, isto porque conseguimos achar peças exclusivas e com uma qualidade que passou por décadas, muitas vezes”, completa Lucas.

Aliás, os famosos brechós, antes vistos apenas como depósitos de quinquilharias, ganham refinamento, e aos olhos dos fashionistas, são lugares onde se pode comprar por um valor legal e ter certeza que não irá trombar com outras pessoas usando a mesma peça. “Não é tarefa fácil fazer uma boa curadoria em brechós, afinal, lidamos com coisas antigas e, muitas, vezes sujas”, pondera o stylist. Com isso, Lucas busca traduzir que a tarefa de ser “brechozeiro” não é fácil, pois além do tempo investido existe todo o processo de esterilização e manutenção da peça garimpada.

                                 Lucas Sant’Anna/Arquivo pessoal

Lucas Sant’Anna, stylist: "Momento da conscientização"

#MISTURANDO

E para os interessados, nada mais “cool” que misturar peças contemporâneas com “old fashioned” e com o vintage. E para explicar isso, o stylist Lucas ilustra o cenário de uma alfaiataria dos anos 60 com um bom coturno referência punk pesada ou até mesmo um bom e velho scarpin junto com acessórios megacontemporâneos. “Consegue visualizar? É isso, o vintage lhe proporciona variáveis incríveis com muita informação e estilo. Livrem-se dos preconceitos sobre ser roupa velha ou roupa usada e não ser de boa qualidade. Nada como uma boa lavada e um olhar aguçado de moda para transformar o velho no mais novo e maravilhoso conceito de estilo”, frisa.

TÔ DE VOLTA!

No “tô de volta!”, as cinturas altas que foram “boom” em outras décadas hoje são vistas em lojas, assim como os macacões, que voltaram com tudo, as mochilinhas, que hoje são uma peça desejo, e os looks do clássico “As Patricinhas de Bervely Hills”. “Até as bandanas deram as caras, junto com peças sporty e suas grandes logos estampadas, e não menos importante, o look total jeans e as polêmicas pochetes”, destaca Lucas.

PERFIL

                                                             Marcio Oliveira

Nomes e idades: Cláudio dos Santos de Oliveira, 21 anos

Ocupação: sócio-proprietário da marca e Brechó Hot Tramp, especializado em moda sustentável

Curso: Formado em Publicidade e Propaganda

Faculdade: Unoeste (Universidade do Oeste Paulista)

Cidade de origem: Presidente Prudente

Como surgiu seu interesse pela moda?

Desde pequeno eu gosto de moda, isso é um fato. Fazia roupas com retalhos de tecido para as barbies fakes que eu tinha e saía dizendo que ia ser estilista quando crescesse. Pois bem, cresci e na hora de escolher uma graduação acabei optando por Publicidade e Propaganda. Entretanto, mesmo sendo uma área bem interessante, não era isso que eu amava de verdade e precisava ter alguma fonte de renda que fosse voltada para o lado da moda, e foi aí que nasceu a Hot Tramp.

O conceito de moda sustentável é um segmento em alta e carro-chefe da Hot Tramp?

A indústria da moda é a segunda que mais polui no mundo e eu demorei certo tempo pra me dar conta disso. Desde então, parei de consumir as famosas fast-fashion (moda rápida) e minhas peças hoje em dia, quando não vêm de brechó, vêm de alguma marca local que eu conheço a produção. Então, meu interesse pela moda sustentável nasceu aí, na descoberta do que acontece nos bastidores das marcas, pois se não bastasse toda a poluição e produção de lixo, tem a questão da exploração de uma mão de obra escrava.

Qual o envolvimento da marca Hot Tramp com a moda retrô, bem como os denominados garimpos?

Meu envolvimento com garimpos é de amor. O fato de usar uma peça que já foi de outra pessoa, uma peça que tem história, é algo incrível. Ela deixou de ir para o lixo pra ter uma nova vida nas histórias de outras pessoas. No meio dos amantes das peças de segunda mão, o retrô/vintage está sempre em alta, já que quando você encontra algo contemporâneo no brechó não é algo de hoje, é sempre algo de anos atrás que a moda resolveu reviver.

Como tem sido o trabalho e o feedback do público jovem detectado pela marca?

Desde o começo, o trabalho tem sido grande, entretanto, prazeroso. Sem meu sócio, o Rafael Ventura, acho que a marca não teria chegado até aqui. Felizmente, o feedback tem sido incrível. Até então eu trabalhava somente pela internet, mas desde outubro do ano passado eu organizo algumas feiras e tem sido ótimo para ter contato com os clientes pessoalmente. E agora que co-fundamos a Casa Juntô, e poder ter a Hot Tramp lá dentro diariamente, esse contato vai ser ainda mais intenso, o que é ótimo, já que tudo o que fazemos também é baseado naquilo que os clientes pedem.

E no seu estilo pessoal, você concilia a vivência da moda retrô?

Sim, sempre! Na verdade, meu estilo mudou bastante desde a criação da Hot Tramp. Gosto de algo meio high-low, isto é, misturar o vintage com o contemporâneo.

DICA DE FILME

As Patricinhas de Beverly Hills (1995)

                                                                      Divulgação

Há aproximadamente 23 anos, ia ao ar pela primeira vez um dos clássicos dos filmes adolescentes: “As Patricinhas de Beverly Hills”. Em síntese, o longa narra a história de Cher (Alicia Silverstone), uma adolescente filha de um advogado (Dan Hedaya) muito rico, que passa seu tempo em conversas fúteis e fazendo compras com amigas totalmente alienadas como ela. Mas muito mais que o drama da puberdade, o filme já foi e é utilizado por críticos da moda, como um dos cenários de exemplo que ilustram os looks de décadas passadas, mas que também estão em alta hoje em dia. O longa definiu a moda dos anos 90 e muitas queriam ser Alicia Silverstone e copiar seu  guarda-roupa. Entre as peças, pode-se citar o clássico xadrez amarelo, a camisa branca transparente, meias compridas com vestidos curtos, boinas, sobreposição com camiseta boyfriend e t-shirt, entre outras. Aos amantes da moda, o filme vale a pena ser visto como forma de inspiração.

AGENDA

AMANHÃ (23/08)

Show: 5 a Seco

Local: Área de Convivência do Sesc Thermas

Endereço: Rua Alberto Peters, 111, Jardim das Rosas

Telefone: 3226-0400

Horário: 20h30

Convite: Grátis

Atividade: Há quase 10 anos na estrada, a banda formada por Leo Bianchini, Pedro Altério, Pedro Viáfora, Tó Brandileone e Vinicius Calderoni faz show do seu recém-lançado álbum “Síntese”. O nome do grupo vem da ideia de que são cinco músicos compositores de igual importância, que se revezam nas funções, sem protagonismo.

DE SEXTA-FEIRA A DOMINGO (24 A 26/08)

Literatura: Fala Prudente!

Local: Centro Cultural Matarazzo

Endereço: Rua Quintino Bocaiúva, 749, Vila Marcondes

Telefone: 3226-3399

Horário: Sexta, às 19h; sábado e domingo, às 15h

Convite: Grátis

Atividade: Conjunto de oficinas de artes plásticas e poéticas, cujo intuito é fazer ouvir, tornar concreta e visual a fala de cada um dos participantes, suas histórias de vida, seus anseios e perspectivas, suas subjetividades, seus talentos, entre tantos outros aspectos, com uma abordagem sensível capaz de provocar uma reflexão que leve a ponderar, inclusive, sobre a importância da Feira Literária em suas próprias realidades.

SEXTA-FEIRA (24/08)

Show: Capital Inicial

Local: Tênis Clube de Presidente Prudente

Endereço: Avenida Washington Luiz, 1.841, Jardim Paulista

Telefone: 3226-4211

Horário: 22h

Convite: A partir de R$ 50

Atividade: Na atividade, a banda fundada em 82, e dona de vários hits, vem a Prudente para lançar a nova turnê, denominada “Sonora”. No entanto, o grupo promete não deixar de tocar as maiores músicas que foram sucesso na carreira, como Depois da Meia-noite, Primeiros Erros e À Sua Maneira.

MODA SUSTENTÁVEL

                                      Rafael Ventura/Arquivo pessoal

Cláudio em palestra no Fashion Revolution, evento que discute moda sustentável

                                     Lucas Sant'Anna/Arquivo pessoal

Arara do brechó Vintage Lust, inaugurado em julho

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste