Curso superior

Bolsas de estudos incentivam jovens a seguir com estudos de graduação

ROBERTO KAWASAKI • 27/06/2018 06:58:00

São diversas as preocupações enfrentadas pelo jovem ingressante no ensino superior. Mudança de cidade, morar sozinho, buscar cursos que realmente o satisfaça e o mais importante: o pagamento de uma mensalidade para estudar. No entanto, isso não é mais uma desculpa para aqueles que querem dar início
à graduação, uma vez que são disponibilizadas bolsas de estudos integrais e parciais, a fim de dar oportunidades àqueles que não têm condições financeiras. Ao longo dos anos, o cenário educacional tem passado por mudanças, e uma delas é o aumento no acesso ao ensino superior, o que permite também a viabilização de cursos de pós-graduação, mestrados e doutorados.

                                                                  AI da Unoeste

Bolsas de estudos facilitam acesso de alunos ao ensino superior

CENÁRIO ATUAL

Alberto Albuquerque Gomes leciona em cursos de graduação, e participa também de programa de pós-graduação e educação. Ele observa que, atualmente, alunos que possuem origem socioeconômica baixa são cada vez mais frequentes nas universidades. Em comparação aos últimos 10 anos, o que também tem surgido com maior frequência é a presença de estudantes que moram em outras cidades e que buscam o ensino em Presidente Prudente, bem como aumento de alunos negros. “A grande mudança, no ponto de vista do perfil escolar, é que temos alunos de escolas públicas por conta de cotas e auxílios”, diz.

AUXÍLIOS

Apesar de programas como o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), Sisu (Sistema de Seleção Unificada), Prouni (Programa Universidade para Todos) e outros possibilitarem a inserção na graduação do ensino particular, Alberto diz “não ser a favor dos programas”, uma vez que “o dinheiro poderia ser investido para a ampliação de vagas em universidades públicas”. Para o professor Sílvio Rainho Teixeira, que leciona em cursos de graduação e pós-graduação, as bolsas de estudo facilitam a vida de quem quer estudar e não tem condições. Com isso, afirma que “são poucos os que vão seguir uma carreira e ter sucesso”. “É preciso ter um diferencial”.

“STRICTU SENSU”

Silvio explica que os jovens são maioria em cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado. No entanto, não descarta a participação de profissionais formados há mais tempo, que também buscam dar continuidade aos estudos. Ele explica que há 10 anos, o cenário era inverso, uma vez que “o mercado de trabalho possibilitava melhor inserção na área, com salários bons”, o que fazia o profissional deixar a carreira acadêmica de lado. Para o professor Alberto, é preciso considerar que o mercado de trabalho exige a especialização do graduado que, por meio de títulos, vai conseguir uma vaga melhor quando competir com outros. “Nossa cidade oferece poucos programas de pós-graduação, sendo que é algo importante na vida do acadêmico”, considera. Conforme reafirma Silvio, “o aperfeiçoamento é importante, porque o mestrado e doutorado oferecem mais portas abertas para o trabalho”.

SAIBA MAIS

Segue até amanhã o prazo para matrícula da chamada regular do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). O candidato deve observar os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição, como consta em seu edital próprio. Para obter mais informações, acesse o www.sisu.mec.gov.br. Conforme o site do Governo do Brasil, a segunda edição do programa neste ano oferece 57.271 vagas em 68 instituições públicas de ensino superior no país. Os concorrentes tiveram que ter feito o Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) em 2017, e ter tirado nota acima de zero na redação.

PERFIL

                                                                       Cedida

Nome e idade: Tháila Sisa, 22 anos

Escolaridade: Superior completo

Profissão: Jornalista

Cidade de origem: Álvares Machado

Por que você buscou estudar com bolsa de estudo? Conseguiu logo na primeira tentativa? Qual foi o programa?

Eu decidi que iria fazer Jornalismo nos últimos seis meses do ensino médio. Então, comecei a pesquisar mais sobre o curso. Percebi que não teria condições de estudar fora da minha região, pelo fato dos custos serem elevados. Mesmo que eu pudesse conseguir bolsas, não teria condições para me manter. Eu tentei a bolsa do ProUni, levei as documentações e, em uma semana, voltei à universidade para ver o resultado. Logo que entrei na sala e vi meu nome na lista de aprovada, fiquei muito feliz.

Como isso contribuiu financeiramente na renda familiar?

Foi muito importante, porque graças à bolsa de estudos, eu pude finalizar o curso em quatro anos e o melhor, sem acumular dívidas. Meu pai trabalha como agricultor e minha mãe é monitora de creche, então, se eu fosse morar fora para estudar, não haveria condição alguma para manter os custos. Desta forma, pude morar em casa e estudar de maneira gratuita.

Por meio da bolsa, você buscou algum outro programa para complementar seus estudos? Por exemplo, os de intercâmbio. Por quê?

Quando eu estava na faculdade, não participei de nenhum grupo de estudos. Consegui me formar dentro do prazo e, logo de imediato, consegui um emprego. Atualmente, estou bastante realizada e feliz. Vejo que todo o esforço valeu muito à pena, graças à bolsa de estudos que me permitiu cursar uma faculdade.

Além de trabalhar, o que mais costuma fazer na região? Tem o costume de ir a palestras universitárias? Ou pensa em continuar algum outro curso? Por quê?

Desde que eu me formei, não frequentei palestras. Mas busco me informar sobre os avanços que o mercado de trabalho está tomando, por meio de cursos online que me ajudam muito. Quero me especializar na área empresarial, na qual atuo hoje, mas estou pesquisando e esperando abrir vagas para dar continuidade aos estudos.

AGENDA

Curso: Aperfeiçoamento Profissional Liderança

Local: Escola Senai Santo Paschoal Crepaldi

Endereço: Rua Roberto Mange, 151 – Jardim Marupiara, Presidente Prudente

Telefone: 3902-8500

Inscrições: Estão abertas e duram enquanto houver vagas

Atividade: O curso de Aperfeiçoamento Profissional Liderança é voltado para a área de Gestão de Recursos Humanos. Ele tem por objetivo o desenvolvimento de competências para aplicar as técnicas de liderança, produtividade e administração dos conflitos nas relações de trabalho.

Curso: Revict Architecture

Local: Escola Senai Santo Paschoal Crepaldi

Endereço: Rua Roberto Mange, 151 – Jardim Marupiara, Presidente Prudente

Telefone: 3902-8500

Inscrições: Estão abertas e duram enquanto houver vagas

Atividade: O curso de Aperfeiçoamento Profissional Revit Architecture tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas à extração de vistas planas 2D, elaboração, criação e operação de projetos virtualmente construídos em três dimensões. Ele é voltado à área de construção civil.

NA BALADA

                                                                 Fotos: Cedidas

Priscila Senes e Flávia Senes

Beatriz Monteiro, Karina Pereira, Monise Militão, Jonas Esteve, Lucas Beline, Gean Carlos da Silva e Jader Carvalho

Junior Paschoalotto e Stephanee Melo

DICA DE FILME

                                                                Divulgação

                     

“Preciosa: Uma história de esperança”

A história de Claireece, uma jovem negra americana que sofre uma série de abusos familiares (sexuais, de seu pai, e físicos e psicológicos, da sua mãe) se entrelaça com o poder transformador do ensino na vida de uma jovem. O filme relata o momento em que ela, grávida pela segunda vez de seu próprio pai aos 16 anos, decide dar uma chance para mudar de vida e ir a uma escola alternativa, onde começa a aprender a ler e escrever. Sim, aos 16 anos e analfabeta, com o acolhimento e apoio da professora Rain e dos colegas de sala, ela finalmente consegue se libertar da opressão de sua família e, determinada, encontra uma nova saída de esperança, por meio do ensino. Um filme atemporal e valiosíssimo sobre coragem, superação de traumas e de empoderamento através da educação.

Ano: 2009

Gênero: Drama

Duração: 110 minutos

Censura: 16 anos

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste