Vila Cristina

Bem localizado, bairro vivencia valorização de imóveis, diz Creci

ANDRÉ ESTEVES • 22/07/2018 05:23:00

Para Creci, Avenida Coronel José Soares Marcondes possibilita fluxo rápido. Foto: José Reis

A localização privilegiada e os avanços de infraestrutura foram os dois principais fatores que impulsionaram a valorização imobiliária na Vila Cristina, em Presidente Prudente, explica o delegado regional do Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) no município, Alberico Peretti Pasqualini. De acordo com ele, as melhorias realizadas ao longo dos anos no Parque do Povo, que costumava ser um fundo de vale, trouxe, além do lazer, um leque grande de estabelecimentos comerciais e clínicas médicas. E, se de um lado, há o Parque do Povo, no outro extremo está a Santa Casa de Misericórdia e, mais recentemente, o Hospital Regional do Câncer, que, segundo ele, também garantiram relevância para aquela área.

O representante denota que o sistema viário é outro ponto a ser considerado. Isso porque a Vila Cristina é contornada por duas das principais avenidas de Prudente, sendo a Brasil e a Coronel José Soares Marcondes, que, em sua opinião, possibilitam um “fluxo rápido” para quem deseja ter acesso aos bairros que compõem aquela região e adjacências. Já em termos de infraestrutura, Alberico enfatiza serviços como a rede de abastecimento de água e esgoto, asfaltamento, iluminação e varrição públicas e segurança. Acrescenta que todos esses fatores, juntos, não só beneficiam a Vila Cristina, como Prudente de um modo geral. “Não é em vão que Prudente está entre as melhores cidades para se viver ou entre as mais felizes”, menciona.

Nas imediações do bairro em questão, o representante do Creci argumenta que é mais do que natural que referências como essas tragam valor para os imóveis locais e favoreçam a procura imobiliária, sobretudo voltada à locação.

Elogios

Para o aposentado José Aparecido Alves, 73 anos, o maior ponto positivo do bairro é a sua proximidade com o comércio das duas referidas avenidas, as quais oferecem uma gama de supermercados, farmácias, oficinas, agências bancárias, entre outros estabelecimentos. Ele argumenta que, em função do fácil acesso, consegue fazer todo o trajeto a pé e, mesmo que haja a necessidade de utilizar o transporte coletivo para ir a algum lugar, como o centro da cidade, por exemplo, há diferentes opções de ônibus que passam pela Coronel Marcondes.

A valorização desta área, contudo, traz alguns impactos: se você precisar estacionar, pode encontrar dificuldades. A esteticista Lucinete Piastrelli, 40 anos, e a dona de casa Eliane Trindade, 40 anos, apontam que nem sempre é garantida uma brecha junto ao meio-fio das vias e, por esta razão, os condutores brigam para conseguir uma vaga. Fora este detalhe, Eliane elogia a localização estratégica do bairro, que lhe oportuniza chegar de forma rápida ao HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo, onde seu marido faz hemodiálise. Já Lucinete, apesar de pedir mais policiamento para conter delitos cotidianos, acredita que a cidade é muito mais segura do que Foz do Iguaçu (PR), onde morava. “Eu tiro o chapéu para Prudente”, pontua.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste