Que 2017 ceda espaço á 2018

 01/11/2017 10:54:44  - Marcos Alves Borba

O tempo não perdoa, continua sendo implacável! E mesmo nos deparando com avassaladoras informações do que podemos e não podemos ter feito durante 2017, praticamente já estamos nos oferecendo aos clamores de que já venha 2018. Assim, não obstante de nossas lamentações, nossa simples reflexão nos permite não só entender, mas também repensar tudo aquilo de um ano que se finda a sua efêmera capacidade de tudo que possa ter acontecido e um pouco mais. 

Nos vem em mente grande parte do que foi prometido, ou parte do que poderia ter acontecido, numa simples projeção de nossas vontades, quando no ano anterior tínhamos imaginado tudo aquilo que sonhamos em fazer, ou pelo menos tentar começar algo. E agora nos cabe certo desespero que, aquilo que não foi possível, que possa se realizar no novo ano que se aproxima.

Repensar nossas vontades e promessas da uma ansiedade capaz de tentar tudo novamente, afinal de contas somos seres humanos e, se possível, temos o direito de errar e começar tudo novamente. Para alguns sim, para outros não! Assim, levamos nossa reflexão sobre tudo aquilo, de que de uma forma ou de outra esperamos que o universo possa nos encaminhar e que tudo dê certo. É notório que grande parte das pessoas esteja querendo encaminhar suas querências ou situações a força suprema do universo e que ele possa resolver tudo dentro do possível.

Se imaginarmos assim e ficarmos nessa ansiedade de que tudo se resolva, é até possível que algumas coisas aconteçam, mas sem ação, é inaceitável a sua reflexão. Precisamos agir de maneira que, nossas vocações almejem resultados, que expressem um significado de esforço recompensador, se não tudo em vão, e nada de satisfação que favoreça nossas esperanças.

Se estamos à beira de qualquer abismo daquilo que almejamos e nada de resultado que nos favoreça, é preciso repensar se sua ação está indo do lado certo. Até em alguns momentos é correr contra a maré e achar que o tempo está sendo cruel a sua conduta. O que para muitos pode se tornar uma rotina e para outros um grande desafio. Sendo que, muitos já esperam o resultado das notas das provas realizadas, o que pode ser significativo pelos estudos merecidos de seus esforços. O que para muitos ainda finda a esperança de que seus currículos, por mais simples que sejam, possam ser merecidamente recompensados pelo convite de um novo emprego.

Que talvez, uma nova política, de qualquer ação prometida, seja repensada a favor da maioria que não consegue se expressar, por não ter tido a oportunidade que a vida não lhe coube.  E, para muitos, o sucesso numa simples ação almejada não tenha chegado ou surtido efeito, devido tentativas frustradas, mas que nunca desistiu de tentar.

Entendemos que hoje o conceito de sucesso está passando por mudanças e faz parte disso um novo olhar em relação aos valores do passado. É preciso repensar o quanto seus valores podem omitir suas buscas que, talvez, ainda não se permita o quanto isso tenha um significado de suas ações. Refaçamos nossas promessas dentro de uma vontade e maneira que possam ser alcançadas, mas que esteja próximo de sua realidade de vida que exista. Se considerar que hoje começa uma nova jornada de vida, se expresse e busque isso já, mas caso sinta que ainda não esteja pronto, quem sabe amanhã poderá dar tempo!

Comentário