Walk on Water e Rollerski incitam equilíbrio

NOVIDADE Atividades fazem parte do projeto de férias do Sesc 2018; participantes foram desafiados tanto na água, quanto no solo

GABRIEL BUOSI - Da Redação • 14/01/2018 13:25:16

Foto: Marcio Oliveira , Atividade na água atraiu crianças e adultos, na manhã de ontem, no Sesc Thermas

Dentro da programação do Sesc Verão 2018, a unidade de Presidente Prudente abrigou, pela manhã de ontem, duas novas atividades que nunca passaram pelo cronograma. Livres para todos os públicos, repletas de aventuras e que incitam o equilíbrio, a primeira delas, dentro da água, leva o nome de Wow (Walk on Water), que em português significa Caminhando sobre a Água e na prática é sinônimo de desafio. Já a segunda, que ocorreu em uma das quadras, utiliza um tipo de esqui com rodinhas.

A modalidade esportiva que ganhou os banhistas, o Walk on Water, foi uma invenção do conterrâneo e engenheiro civil, Wilson Menegucci Júnior, que começou a desenvolver a ideia no final de 2009. A espécie de prancha conta com quatro hidrofólios, que servem como asas do objeto, e tem como intenção promover o transporte do usuário na água com o auxílio da força do corpo. “Eu havia sofrido um acidente de trabalho e estava em casa sem muito o que fazer. Tinha uma pequena piscina, que servia como um aquário e abrigava um tambacu de quase oito quilos, foi quando tive a ideia de fazer um protótipo do peixe”, explica.

A ideia, porém, ganhou corpo, foi desenvolvida e se transformou na prancha usada na modalidade.

O objeto é desenvolvido pelo engenheiro, produzido por uma empresa terceirizada de São Paulo, capital, feito de fibra de vidro. Questionado sobre o funcionamento, Wilson esclarece que a força aplicada pelo corpo, em uma espécie de caminhada, movimenta a prancha, que pode, inclusive, realizar movimentos como as curvas. “Tenho ao todo 18 unidades e penso em começar a vendê-las em breve. É uma satisfação imensa ver um projeto que, a princípio, não tinha tanto futuro se tornar em diversão e bem-estar para as pessoas, me sinto realizado”, finaliza Wilson lembrando que a conquista honra os estudos feitos e ao seu pai.

Um dos banhistas que se aventuraram na proposta foi o aposentado Valdir de Souza, 61 anos. Por aproximadamente 10 minutos na atividade, ele classifica a prancha com dificuldade dois, em uma escala que vai de zero a dez. “A princípio parece ser difícil de equilibrar, mas é uma delícia. A sociedade precisa se aventurar no esporte”. Valdir comenta ainda que a atividade proporcionou a autoconfiança, autocontrole e esforço físico.

 

Vivência Rollerski

A segunda atividade pertencente à programação do Sesc Verão 2018 é marcada pelo equilíbrio em cima de rodas. Classificada como uma modalidade que usa um tipo de esqui com rodinhas, a prática do Rollerski simula a técnica do ski cross country no asfalto.

“O idealizador do projeto, em viagens pela Europa, conheceu a modalidade ao descobrir que era uma técnica utilizada para praticar o esqui no verão, quando não há neve. É a primeira vez na unidade e o maior desafio é o equilíbrio”, salienta o técnico em programação do Sesc Thermas, Daniel Yonashiro.

Com participação livre para todas as idades, a vivência começou a ser apresentada na pista de caminhada na quinta e sexta-feira, ontem na quadra do Sesc Thermas e hoje em dois horários, das 10h às 12h e 15h às 17h.

O pequeno Rodrigo Silva Torres, de apenas cinco anos, estava empenhado em vencer o desafio de ficar em cima das rodas, que são acopladas ao tênis. Por cerca de 30 minutos na atividade, o estudante afirma ter cansado e se divertido. “Ficar em um pé só é ainda pior, mas eu adorei. Nunca tinha feito algo parecido, mas já parei por aqui, estou bem cansado”, afirma com o tom de brincadeira.

Quem também saiu animado da atividade foi o estudante de oito anos, Victor Hugo Torres. O pequeno ficou por quase 15 minutos no Rollerski e disse que pretende se arriscar mais. “Cansa muito, vou aguardar na sombra um pouco e voltar a me divertir, é legal demais”, expõe feliz da vida.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste