Visibilidade Trans é abordada em atividades hoje, domingo e 2ª

Variedades

| OSLAINE SILVA - Da Redação

"Impedir uma pessoa de reconhecer e expressar sua sexualidade e identidade de gênero é o mesmo que impedi-la de existir". Com este pensamento, ações envolvendo debates, cine-debate e mutirão serão realizados a partir de hoje em Presidente Prudente, em comemoração ao Dia Nacional da Visibilidade Trans, - celebrado todos os anos no Brasil no dia 29 de janeiro, desde 2004. A iniciativa é do Grupo Somos LGBT e o Coletivo LGBT da CUT (Central Única de Trabalhadores) em prol da população de transexuais travestis da cidade e região. Todos os eventos são gratuitos e abertos para toda a população.

Conforme Walleria Suri, mulher transexual do Grupo Somos LGBT, neste primeiro dia, às 19h30 de hoje, no anfiteatro do Centro Cultural Matarazzo, em uma mesa de debates, profissionais do SUS (Sistema Único de Saúde) que oferecem o tratamento e também pacientes transexuais e travestis, que atualmente são beneficiados, abordam na pauta os atendimentos do Tratamento Ambulatorial do Processo Transexualizador, oferecido no município desde novembro de 2017, no Ambulatório Regional de Saúde Mental.

Também gratuita, no domingo, na sala de Cinema Condessa Filomena Matarazzo, será exibido o filme “Laerte-se”, um longa-metragem de produção nacional que conta a história da famosa cartunista brasileira Laerte Coutinho, que perto dos 60 anos assumiu sua identidade feminina. Na abertura terá a exibição de uma performance da drag queen prudentina April Evelin.

“Fora o tratamento, nós do grupo estamos trabalhando com a Casassa, Casa de Acolhimento LGBT, preparada para receber aquelas pessoas que por assumirem sua sexualidade foram expulsas de casa. Ali as acolhemos até que consigam se estabelecer”, expõe Walleria.

 

Um passo de cada vez

Uma pergunta pode surgir? Como é feito o Tratamento Ambulatorial do Processo Transexualizador? Walleria explica que a pessoa interessada vai até o ambulatório e lá solicita o pedido ao médico (atualmente dois clínicos estão atendendo). Depois é passado por um psicólogo (a) e também pelo assistente social. Vale lembrar que estes profissionais passaram por capacitação específica na capital, em São Paulo, para esse tratamento. Um psiquiatra e um fonoaudiólogo ainda farão parte dessa equipe médica.

“Uma primeira consulta é marcada, o médico pedirá uma bateria de exames e a partir daí vai sendo receitado de acordo com a necessidade de cada paciente a quantidade certa de hormônio, ao mesmo tempo em que ocorre o acompanhamento psicológico. A ideia é que daqui um tempo essas pessoas façam parte da fila da cirurgia resignação sexual, caso tenham interesse”, menciona Walleria.

Ela comenta que esse tratamento é uma conquista importante, pois a cidade é uma das poucas que oferece esse tratamento oferecido pelo Estado. Antes era preciso dirigir-se até a capital e muitas vezes os locais que faziam o mesmo encontravam-se lotados, sem vaga para mais atendimentos.

Por ser feriado na capital paulista a reportagem não conseguiu posicionamento com a Secretaria de Saúde do Estado sobre esse benefício oferecido a estas pessoas.

 

Primeira etapa

E a partir de segunda, dia 29, das 9h às 17h, tem início em um espaço da subsede da CUT de Prudente e região, a campanha do mutirão para retificação do prenome civil, com atendimentos oferecidos para mulheres transexuais, homens trans e travestis interessados na mudança judicial do seu nome. Iniciativa é uma parceria entre os grupos citados e o Núcleo de Combate ao Preconceito e Discriminação da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.

De acordo com Walleria, os atendimentos serão oferecidos por membros do grupo Somos LGBT e do Coletivo LGBT da CUT, capacitados para esclarecimentos e orientações sobre esse processo. “Esta ação terá várias etapas. Essa é a primeira. Três profissionais estarão atendendo, entregando formulário para preenchimento e relação de documentos necessários para a ação de retificação”, informa.

 

PROGRAMAÇÃO

HOJE, às 19h30

Mesa de Debate

Composta por profissionais do SUS que atendem as (os) pacientes transexuais de Presidente Prudente e região e por pessoas T que recebem esse tratamento especializado, com o objetivo de divulgar e esclarecer a comunidade.

 

DOMINGO, 19h30

Cine-Debate: filme “Laerte-se” – 19h30

Longa-metragem de produção nacional o qual conta a história da famosa cartunista brasileira Laerte Coutinho, que aos quase 60 anos assumiu sua identidade feminina.

 

SEGUNDA (subsede da CUT Presidente Prudente)

Mutirão para retificação do prenome civil

Das 9h às 17h

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste