Venceslau estreia em casa diante do Vera Cruz

ENCONTRO MARCADO Com tradição e história, após 10 anos, ginásio municipal volta a sediar jogos oficiais pela Liga de Basquete Feminino

JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial • 04/02/2018 14:41:24

. Foto: Cedidas/Conrado Gomes, Hoje, diante do Vera Cruz, Basquete Venceslau estreia em casa na temporada pela LBF 2018

Hoje, o Basquete Venceslau tem encontro marcado com sua torcida e com um antigo parceiro de jogos oficiais. Após 10 anos de espera, a equipe reencontra o Ginásio Municipal de Esportes José Francisco Abegão pela LBF (Liga de Basquete Feminino), e estreia, enfim, em casa na temporada. Contra a equipe do Vera Cruz, de Campinas, as meninas vão em busca da terceira vitória na competição, às 15h. A entrada é gratuita, como diz o assessor da equipe, Conrado Gomes. “É só chegar, os portões estão abertos”.

Depois de fazer uso, durante um bom tempo, de um ginásio pertencente a escola particular do município, o Abegão está liberado para retornar aos compromissos do Basquete Venceslau. Já com muita história e tradição na cidade, a equipe espera um bom público e um bom jogo para que todos saiam satisfeitos dali e com vontade de retornar nas próximas partidas.

De acordo com o técnico Flávio Prado, a equipe está pronta para iniciar a temporada em casa e continuar a trajetória escrita em cada canto do ginásio. “Tem muita história! A Izabela resumiu bem ontem, o nosso desejo é de continuar escrevendo a história que ali já tem, não podemos parar”.

Para permanecer crescendo e levando adiante a marca do Venceslau, Flávio não confirma a equipe que inicia o jogo, mas dá pistas de que não será muito diferente da que vem começando. “Não vamos mudar muito, fizemos ajustes na defesa e no ataque. Se precisar trocar durante o jogo, como aconteceu com a Agus, durante a última partida, a gente muda”, diz o treinador.

Cobrança, persistência e trabalho em conjunto serão pontos forte da parte do treinador em relação às meninas que entram em quadra. “Cobrei no outro jogo melhora na defesa, se não acontecer, continuarei pedindo. O trabalho em conjunto é fundamental, tem que voltar a dar frutos como vinha”, acentua.

Contar com a própria torcida neste momento também é fundamental, tanto para ele quanto para aquelas que vestem a camisa e entram em quadra. “Sei que as pessoas estão envolvidas, mas vale a pena convidar mais uma vez. Que a torcida compareça e nos incentive, como sempre fez. Se lotávamos o outro ginásio, este tem que lotar também. Temos que mostrar nossa força”, destaca o técnico.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste