Venceslau conta com força da torcida na LBF

PARA VENCER Ginásio José Francisco Abegão volta a ser usado pela equipe, após vistoria aprovada quarta-feira pela LBF

JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial • 03/02/2018 11:41:19

O time do Basquete Venceslau não tem trabalho fácil amanhã, pela LBF (Liga de Basquete Feminino). Pela quinta rodada da competição, a equipe encara o Vera Cruz, de Campinas, único time com 100% de aproveitamento no torneio. Em busca da vitória, o técnico Flávio Prado aproveitou a semana livre para treinar o elenco e fazer ajustes necessários no grupo para que a primeira partida em casa ocorra da melhor maneira possível.

De acordo com o treinador, apesar dos dois revés na competição, a equipe se mantem tranquila, animada e confiante para que os bons treinos sejam transformados em jogos melhores. “Os treinos estão bons, mas é necessário atingir melhor pontuação, precisamos disso, precisamos também fazer uma boa partida, pois só assim a consequência será a vitória”, diz Flávio. A sequência de treinos foi importante para o professor fazer ajustes e preparar as meninas para mais uma decisão, sem que aconteçam muitas surpresas. “Tudo dentro da sequência, fazendo ajustes no ataque e na defesa, mas nada de mudança radical, não precisa”, comenta o treinador. Para ele, o fato do time adversário não ter conhecido a derrota na competição, não é motivo para desistir da volta por cima em Presidente Venceslau. “Sabemos que é uma boa equipe, mas não é um time imbatível”, afirma.

 

“Penso em fazer história. A nossa casa dá mais visibilidade, então vamos levar além as cores do Venceslau”

Izabela Andrade,

pivô do Basquete Venceslau

 

Jogar em casa pela primeira vez na competição também é um bom motivo para manter o ambiente agradável. Vale lembrar que, após anos, o Ginásio Municipal de Esportes José Francisco Abegão volta a ser usado pela equipe, após vistoria aprovada quarta-feira pela LBF. Sendo assim, o elenco conta com a força da torcida durante a partida, já que a aceitação vem sendo grande na cidade. “O pessoal tem acompanhado bastante e estão contentes, vão marcar presença no domingo”, pede o técnico venceslauense.

Para a pivô Izabela Andrade, que está na equipe desde 2016, mas ainda não havia treinado ou jogado no ginásio, o fato de retornarem ao local com tanta história faz com que ela queira ir além. “Penso em fazer história. A nossa casa dá mais visibilidade, então vamos levar além as cores do Venceslau”, relata. Para ela, os treinos e o jogo em casa não poderiam ter vindo em melhor hora, quando mais precisam. “Estamos focados no jogo e querendo fazer um bom jogo para a nossa torcida para anular ao máximo possível as adversárias. Treinamos para isso”, completa a atleta.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste