Usuários reclamam de horário de linha em PP

Prudente

| THIAGO MORELLO - Da Redação

Às margens do Hospital Estadual, na Avenida Coronel Marcondes, em Presidente Prudente, sob o sol de 30º C, era possível ver, na tarde de ontem, usuários do transporte coletivo no aguardo de linhas de ônibus, embaixo das estruturas dos pontos. Entretanto, alguns deles reclamam que essa espera, muita vezes, é maior do que imaginavam. Para ser mais exato, a linha Jardim Cobral, segundo eles, possui um intervalo muito grande, de um horário a outro, além de operar apenas até às 18h10.

Contudo, tal horário, conforme a doméstica Maria Aparecida de Oliveira, também foi retirado. Ela conta que, “esses dias atrás, estava esperando pelo itinerário das 18h10, e ele não passou”. Por conta disso, teve que pegar outra linha que fosse até o centro da cidade, para que lá pegasse novamente outro ônibus, a fim de chegar em seu destino final.

Ela, que é mãe, não deixa de citar que “pelo fato da linha ter um intervalo muito grande de um horário para outro”, tem que ficar esperando no sol. “Apesar de ter a estrutura, em alguns horários o sol é mais forte e nem a cobertura do ponto ajuda. Isso não dá para mudar, mas colocar mais linhas diminui o tempo de espera”, completa.

O mesmo pedido é feito por Pedro Santos, que trabalha como empacotador próximo dali. À reportagem, ele lamenta que os horários “são tão ruins”, que atrapalha no horário de saída e entrada do trabalho. “Ou chega muito cedo ao serviço, ou chega atrasado. Duas horas de espera é muita coisa. Além disso, caso precise ficar além do horário, já era, não tem mais a linha disponível”, finaliza.

 

Melhorias

A situação foi exposta à Prudente Urbano, empresa que opera o serviço do transporte coletivo municipal. A porta-voz e advogada da empresa, Renata Moço, salienta que essa situação não cabe a eles, mas sim à Semav (Secretaria Municipal de Assuntos Viários e Cooperação em Segurança Pública). Por sua vez, a partir da Secom (Secretaria Municipal de Comunicação), a pasta afirma que “fará uma avaliação da demanda existente no local e a necessidade de ampliar o número de linhas”.

 

SERVIÇO

O governo de Presidente Prudente lembra que qualquer cidadão pode encaminhar reclamações referentes às linhas de ônibus diretamente à Semav, pelo telefone 3908-7011.

 

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste