Arquivo - Brincar com pipas é divertido mas exige cautela e segurança

Foto: Arquivo - Brincar com pipas é divertido mas exige cautela e segurança

PERIGO

Uso de cerol é proibido e pode matar

  • 28/08/2019 10:00
  • PEDRO SILVA - Especial para O Imparcial

Brincar com pipas é uma atividade muito praticada por todas as idades, e quando feita com segurança, não oferece perigo algum. Porém, algumas pessoas insistem em utilizar cerol – substância feita de migalhas de vidro e cola – para cortar linhas de outras pipas. Além de linhas, o cerol pode cortar a pele, acabar causando ferimentos graves e até mesmo levar a óbito.

Segundo a Polícia Militar, o uso e a comercialização de cerol são proibidos em todo o Estado de São Paulo, a partir da Lei 12192/2016, e cabe punições penais para quem for pego utilizando cerol. As punições podem ser agravadas se o uso da substância causar ferimentos ou a morte de alguém. Apesar dos perigos, neste ano não existem dados de casos fatais envolvendo o uso do cerol.

Em nota, a PM se diz “responsável pelo policiamento preventivo” e “quando visualiza tal uso proibido, conduz o infrator à Delegacia de Polícia, para as medidas cabíveis, mas salienta que a prevenção é o melhor caminho”. E completa dizendo que “a melhor política criminal é uma boa política social”.

Perigo aos motociclistas

Um dos maiores perigos do uso do cerol é para os motociclistas. A linha cortante pode causar ferimentos graves nas mãos, braços e pescoço. Em casos extremos, o motociclista pode ser decapitado.

A Cart (Concessionária auto Raposo Tavares) diz que realiza ações preventivas e de conscientização sobre esses perigos. No dia 29 de julho, a concessionária realizou uma ação em comemoração ao Dia do Motociclista, onde instalou antenas corta-cerol para a segurança dos usuários.

Brinque com segurança

A prática de empinar pipa deve-se manter viva, mas sempre com segurança. A Energisa relembra que não se deve soltar pipas próximo a fios elétricos, pois se a pipa ficar presa em um fio pode acarretar problemas.

Segundo a companhia, “fazemos a limpeza rotineiramente nas redes, mas sempre encontramos restos de pipas presas às estruturas. Com a chuva, esses materiais molhados acabam causando curto-circuito ou vazamento de energia, ocasionado a interrupção da energia. E mais, dependendo da situação, o restabelecimento pode demorar e causar ainda mais transtorno, pois nossas equipes precisam analisar todo o sistema elétrico”. E caso uma pipa cai na afiação, nunca tente retirá-la pelo risco de acidentes, que muitas vezes são fatais. A companhia também alerta para o uso de cerol, pelo alto fator cortante da substância, e pede que todos se divirtam com segurança.

Serviços

Denúncias sobre o uso de cerol podem ser feitas para a Polícia Militar, pelo número 190, ou diretamente com qualquer unidade policial.

Em casos de problemas elétricos, a Energisa pode ser acionada pelo telefone 0800 70 10 326 em seu Call Center, ou pela ouvidoria 0800 70 10 324.

 

Foto Cedida Cart

Ação da Cart instalou antenas corta-cerol em motocicletas