União entre povos é objetivo principal da Festa das Nações

Evento realizado pela igreja Maristela ocorre neste fim de semana, hoje, amanhã e domingo com estimativa de público de até 40 mil visitantes; renda será revertida para projetos paroquiais

ROBERTO KAWASAKI - Da Redação • 06/07/2018 06:00:00

A partir das 18h de hoje, os apreciadores da boa e diversificada gastronomia poderão degustar dos mais variados pratos de diferentes países, que estarão sendo vendidos na 22ª edição da Festa das Nações, em Presidente Prudente, - seguindo amanhã e no domingo, no Centro de Eventos IBC. Em comemoração ao aniversário da padroeira da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, conhecida popularmente como igreja Maristela, bairro onde está localizada, o evento busca reunir milhares de pessoas, independente de religião, a fim de celebrar a paz e união entre as nacionalidades.

No sábado e domingo, a festividade continua, com início às 11h, com almoço e jantar. Diferente de edições anteriores, em que no domingo era servido apenas o almoço, devido ao feriado de 9 de julho, Dia da Revolução Constitucionalista, a festa se estenderá até o anoitecer.

De acordo com Celso Marques Caldeira, coordenador geral do evento, a organização espera receber um público entre 30 a 40 mil visitantes de diversas localidades, desde os regionais até apreciadores da festa que residem em capitais distantes. “A tradicional festa gastronômica já está marcada no calendário turístico de Presidente Prudente. Devido ao sucesso que o evento alcança a cada edição, o público local e regional também divide espaço com aqueles que vêm de outras localidades, para curtirem os deliciosos pratos que são servidos nas barracas das nações. Nossa expectativa para hoje é das melhores. Recebemos, inclusive, a confirmação de caravanas que virão de São Paulo [SP] e Rio de Janeiro [RJ], para apreciar as delícias da nossa grande festa!”, destaca Celso.

É bonito de ver tantas nações, neste ano são 11, representadas em barracas em um mesmo espaço. Diante dos conflitos mundiais que são divulgados a todo momento, geralmente por conta de questões religiosas, Celso explica que se faz necessário colocar as culturas uma ao lado da outra, buscando quebrar este paradigma “e mostrar que somos todos um único povo”.

Foto: Arquivo - Evento festivo da Maristela reúne todos os anos milhares de pessoas de todas as religiões, nacionalidades e regiões

Hum! Dá água na boca!

Neste ano, o público presente vai degustar de pratos da Alemanha, Estados Unidos da América, Arábia, Brasil, Espanha, Grécia, Havaí, Inglaterra, Itália, Japão e Portugal. Além destas, que já são tradicionais desde as edições anteriores, serão montadas seis barracas a mais que agregam bebidas em geral, café e pão de queijo, doces variados como os mineiros cristalizados, sorvete na pedra e açaí, - sendo os três últimos as novidades deste ano.

“Diante dos conflitos mundiais divulgados a todo momento, geralmente por questões religiosas se faz necessário colocar as culturas uma ao lado da outra, buscando quebrar este paradigma”

Celso Marques Caldeira

organizador geral do evento

Conforme Celso, as nações japonesa e árabe são as mais procuradas pelos visitantes, por alguns de seus pratos tradicionais e outros nem tanto, que chamam a atenção do público. “Na barraca do Japão o yakisoba é sempre recorde de venda, e na árabe, o carneiro a passarinho e ensopado”, salienta.

Como toda boa comida merece ser bem acompanhada por uma boa bebida, as que se destacam no paladar do público são: a sangria, bebida alcóolica consumida na Espanha, o chope tradicional e o com vinho, que caem literalmente no gosto dos degustadores.

Foto: Oslaine Silva - Celso Marques Caldeira diz que expectativa para primeiro dia da festa é “das melhores”

Espaço infantil

Desde a sua primeira edição, a Festa das Nações reúne amigos, casais e muitas famílias. Para os papais e mamães que vão levar os seus pequenos, neste ano vai ter uma novidade bem legal: o espaço kids. Conforme explica Celso, será montado um ambiente, onde monitores conduzirão gincanas com brincadeiras lúdicas, para atrair a atenção das crianças, enquanto os adultos aproveitam para curtir a festividade.

“O espaço será fechado, a fim de garantir a segurança e bem-estar da garotadinha que estiver por lá”, acentua o coordenador do evento.

Comunidade reunida

Celso explica que para garantir que o evento continue a ser sucesso regional, aproximadamente 1,3 mil voluntários já estão preparados para atenderem ao público. “São pessoas da comunidade, de pastorais e empresários, que disponibilizam seu tempo para ajudarem nesses três dias. E vira uma festa entre nações mesmo [risos] desde os preparativos”, alegra-se Celso.

Vale lembrar que toda renda arrecada durante os três dias de evento é revertida para obras assistenciais que a paróquia mantém, bem como a manutenção de quatro capelas que fazem parte da matriz, e o centro de formação onde ocorrem os acampamentos e cursos.

Ainda em alusão a Nossa Senhora do Carmo, no dia 16 ocorrerá uma missa em adoração à santa, com a imposição dos escapulários. A celebração será na própria paróquia da Vila Maristela, localizada na Praça Manoel Goulart, em Prudente.

 SERVIÇO

A 22ª edição da Festa das Nações tem início sexta-feira, às 18h, no Centro de Eventos IBC (Instituto Brasileiro do Café), em Presidente Prudente.

 

 

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste