José Reis - Corredores fizeram bonito superando a capacidade individual na Cidade da Criança

Foto: José Reis - Corredores fizeram bonito superando a capacidade individual na Cidade da Criança

BR-135

Ultramaratona de Rua agrada organização

Competição reuniu 84 participantes no fim de semana, no Parque Ecológico da Cidade da Criança, em Presidente Prudente

  • 09/07/2019 06:12
  • OSLAINE SILVA - Da Redação

A 1ª edição da Ultramaratona de Rua – BR-135, com 84 participantes, que ocorreu no fim de semana, no Parque Ecológico da Cidade da Criança, em Presidente Prudente, foi um sucesso, segundo o idealizador da prova no município, Edson Adriano Bitencourtt, de 53 anos, gerente de tecnologia e advogado. “Creio que a próxima edição no ano que vem conseguiremos fazer com mais atrações, com mais tempo de divulgação. Este ano foi tardio a liberação, aprovação. Se eu tivesse conseguido mais patrocinadores teria trazido para palestrar alguns ultramaratonistas. Com o tempo existe mais possibilidade de conseguir patrocínio para trazer atletas de renome”, expõe Edson.

O idealizador explica que a BR-135 tem a prova mãe, que é a Brasil 135 – 217 quilômetros, que ocorre há 15 anos entre as cidades de São João da Boa Vista a Paraisópolis, toda no caminho da fé qual ele participa há 11 anos todos. O idealizador dessa prova mãe, Mario Lacerda, comandante da Marinha aposentado, que mora nos Estados Unidos, e que esteve presente no evento em Prudente, foi quem lhe estendeu o convite para organizar o evento no município.

“Há três anos e meio estou em Prudente e desde o ano passado começamos um movimento de estender para as cidades um braço da prova original e então foi criada a Brasil 135 de Rua. Sabendo que eu estava nesta cidade, em dezembro ele me procurou pedindo que eu fizesse a organização dela. De pronto aceitei e começamos a costurar juntamente com o secretário de Esportes e em março ela estava formalizada com a Prefeitura. Começamos colocar em execução os planejamentos para realiza-la da data então, 7 de julho. E foi um sucesso”, comenta.

Fomento

De acordo com o ultramaratonista, o objetivo da Brasil 135 de Rua é criar outros maratonistas, fomentar dentre as provas que as pessoas estão acostumadas fazer suas distâncias, executá-la em um percurso de 5 km e, deste tempo idealizado, dar condição dela continuar a correr. E esse tempo adicional ser computado. “Assim está acontecendo. O atleta ultramaratonista que está em condições, motivado, vive ali um dia ou outro de maratonista, ele consegue enxergar que não tem um adversário correndo ao seu lado, mas um colega que também tem um objetivo a superar, motivação para concluir e ir além do que achava que era capaz. Esse é o grande objetivo da prova. Superação de limites ao lado de ultramaratonistas”, destaca Edson.

Ele enfatiza que sente uma emoção muito grande porque hoje fazendo parte da organização, conseguiu estender isso aos 84 participantes da prova. Conseguiu passar para eles esse sentimento de realização. Esse espírito que é o que tentam passar e viram que conseguiram com as pessoas abraçando a causa. “Minha própria esposa, que fez 50 km, é um dos belos exemplos dessa prova. A Jeane, que concluiu o mesmo percurso. Quando estava nos 40 km, um senhor de nome Adnaldo, de 61 anos, tinha terminado os 50 km, entregou seu cronometro e seguiu com ela para fazer mais 10 km. Quando terminou, parecia uma criança tamanha era sua alegria. E quis mais e foi em busca dos 80 km porque no final do ano consolidando todas as BR 135 os ganhadores de 80 km concorrem a uma prova no exterior. Foi emocionante demais!”, exclama o organizador.