Polícia Militar Ambiental: No total, foram três armas de fogo apreendidas, além de 118 munições calibre 22

Foto: Polícia Militar Ambiental: No total, foram três armas de fogo apreendidas, além de 118 munições calibre 22

“RODOVIA MAIS SEGURA”

Três armas são apreendidas em operação policial

Policiamento também localizou munições em duas propriedades rurais de Presidente Bernardes; ocorrências surgiram em atendimento de denúncia sobre caça de animais

  • 29/05/2019 17:00
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

Durante toda a manhã de ontem, a Polícia Militar Ambiental de Presidente Prudente realizou a Operação “Rodovia Mais Segura”. Ao longo do efetivo, foram apreendidas três armas e munições em duas propriedades rurais em Presidente Bernardes, conforme informações do policiamento.

Ainda de acordo com a polícia, a ocorrência surgiu em atendimento de denúncia sobre caça de animais silvestre e posse ilegal de arma de fogo. Desta forma, “os policiais militares ambientais foram até um sítio e em contato com o morador, um homem de 74 anos, questionaram se havia armas e carne de animal silvestre no local”, completa. Aos militares, o envolvido confirmou que possuía duas armas, e também autorizou que as autoridades fizessem uma vistoria no local.

Na ocasião, foram encontradas duas espingardas, sendo uma de calibre 32 e outra de calibre 36. Ao ser questionado novamente, se possuía documentação das armas, respondeu ao policiamento que não. Diante dos fatos foi conduzido à delegacia, onde foi indiciado por posse ilegal de arma de fogo e arbitrada fiança.

Munições

Numa segunda situação, a equipe policial se dirigiu até outra propriedade rural. Segundo as informações, o morador, 47 anos, disse não possuir carne de animal silvestre e arma de fogo. No entanto, após vistoria, “foi encontrada uma carabina calibre 22 e 118 munições calibre 22. Também foi constatado que o envolvido tinha em depósito de 1,193 m³ (metros cúbicos) de lascas de aroeira sem o DOF [Documento de Origem Florestal]”, informa a polícia.

Nesse caso, por não possuir documentação da espingarda, o envolvido teve de ser conduzido até à delegacia de Bernardes, juntamente com os materiais apreendidos. À reportagem, as autoridades reiteram que ele foi indiciado por posse ilegal de arma de fogo. “Foi arbitrada fiança e o mesmo irá responder ao crime em liberdade”, finaliza.