COTIDIANO

Trânsito seguro é possível por meio da responsabilidade dos usuários

  • 10/05/2019 04:00

Todos os anos, uma coisa é certa: ao chegarmos ao mês de maio, a cor amarela, assim como nos semáforos, será utilizada para destacar a importância da atenção no trânsito. A proposta é sempre bem-vinda, uma vez que a maioria dos acidentes registrados nas áreas urbanas e rodovias ainda é causada pela imprudência humana. Nesse sentido, a melhor forma de amenizar este cenário e reduzir os índices de mortes e feridos é promover a educação coletiva.

Em Presidente Prudente, a Prefeitura estabelece uma programação especial alusiva ao movimento Maio Amarelo, cujas atividades envolvem a iluminação amarela de locais públicos, a inclusão de letreiro relacionado à campanha nos ônibus de transporte coletivo, palestras voltadas para motoristas, pedestres e crianças, atendimentos de saúde, entre outras ações. Por menores que sejam, estas iniciativas já são o primeiro passo para enfatizar a necessidade de colocar os perigos do trânsito em pauta. Embora não resultem na erradicação imediata dos acidentes, certamente contribuem para formar uma sociedade mais consciente.

É claro que apenas receber a mensagem não basta, é preciso praticá-la. Por isso, os condutores devem sempre estar atentos à sua conduta no trânsito. Se tem algum compromisso com hora marcada, é melhor sair mais cedo de casa ao invés de costurar as ruas em alta velocidade, o cinto de segurança tanto nos bancos dianteiros quanto traseiros é de uso obrigatório, os pneus devem estar sempre em condições de uso e calibragem e a iluminação traseira merece uma vistoria especial. É preciso ainda que os condutores estejam com o exame médico da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) em ordem, mantenham acesos os faróis baixos durante o dia, obedeçam às sinalizações verticais e horizontais, dirijam com velocidade compatível com a via, ultrapassem apenas em locais permitidos e nunca, em hipótese alguma, consumam bebidas alcóolicas antes de pegar no volante.

Ao seguirem essas dicas com prudência e responsabilidade, todos cooperam para que a integridade da vida seja respeitada e o trânsito permaneça seguro aos usuários. Apesar de as ações do Meio Amarelo terem data de validade, o cuidado ao dirigir nunca expira e deve ser constante. Um carro, uma moto, uma faixa de pedestre não são brincadeiras, assim como a vida também não é. Toda hora é hora de zelarmos por ela.