Divulgação/ Mênades & Sátiros: Espetáculo registra o estado de alma dos personagens, diante da tentativa de partilharem a dor

Foto: Divulgação/ Mênades & Sátiros: Espetáculo registra o estado de alma dos personagens, diante da tentativa de partilharem a dor

“ANGÚSTIA”

Teatro César Cava recebe espetáculo que discute solidão

  • 08/06/2019 07:50
  • WEVERSON NASCIMENTO - Da Redação

Projeto Teatro em Movimento – Circulação de Repertório - faz apresentação hoje, às 20h, no Teatro César Cava, em Presidente Prudente. Desta vez, os atores sobem ao palco com o espetáculo “Angústia”, que se faz a partir do registro dos estados de alma de dois personagens, que se debatem diante da tentativa e da impossibilidade de partilharem a dor. Com direção de Denilson Biguete e Marcus Andrade e Thiago Cardoso no elenco, o espetáculo poderá ser visto gratuitamente sem a necessidade de ingressos.

Segundo o coordenador do projeto, Denilson Biguete, 51 anos, trata-se de um espetáculo importante dentro da circulação de repertório, pois fala exatamente de algo humano, que é o estado da solidão. “É um trabalho intenso, emocionante, mas que é preciso ser visto, falado e sentido. Ele é todo de sensações e feito de forma alternativa em que o público fica muito perto da cena e dentro da história. Quem acompanha pode sentir a frieza, o gelo de alma e eu acho que é isso que a peça expressa”, frisa.

Denilson acrescenta que discutir sobre este assunto hoje é de extrema importância, porque a sociedade vive esse estado de solidão. Para tanto, acrescenta que as tecnologias avançadas e as redes sociais, fazem com que o indivíduo fique preso nessa solidão, no individualismo, na vaidade, onde acredita que pode resolver tudo sozinho. “Com isso, não temos tempo para olhar o outro e dar atenção, colo e carinho, ou seja, exercitar a generosidade - é sobre isso que refletimos no espetáculo”.

Após as apresentações, haverá também interação com o público. “Estaremos com nossas peças, não só encenando, mas discutindo teatro e falando sobre o nosso trabalho, pesquisa e identidade”, acrescenta Denílson. A circulação conta com cinco espetáculos, que já estão sendo apresentados gratuitamente em diversos espaços da cidade.

O projeto, lançado em março, segue até setembro, e é promovido pela Mênades & Sátiros Companhia de Teatro e Olho Nu Promoções e Eventos Ltda., em parceria com o ProAC (Programa de Ação Cultural) do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

O espetáculo

Com texto de Anton Tchekhov, adaptado para linguagem do teatro, a peça registra a asfixiante solidão humana, conforme o diretor. Para isso, a companhia coloca em prática o desafio de pensar a narração de sentimentos indizíveis por meio de um jogo cênico que envolve a luz, o cenário e os objetos da cena.

Fincados no chão, cobertos pela neve que os paralisa. Iona Potapov e Seu Rocim, de acordo com a sinopse da peça, são dois seres, um homem e um cavalo, à espera de passageiros que possam render-lhes algum dinheiro para matarem a fome. Então só, o cavalo observa o dono imerso na dor pela perda do filho em razão de uma febre. Assim, o espetáculo se faz a partir do registro dos estados de alma dos dois personagens.

Segundo o diretor, esse sofrimento é acentuado pelo estado de solidão porque se trata de homem sozinho e em estado de miséria em meio ao frio, que só tem um desejo além de chorar a morte do filho, que é, falar com alguém sobre a morte dele. “Ele passa a história toda tentando encontrar alguém que pare um tempo da sua vida, para ouvi-lo falar da dor da perda e não encontra ninguém”.

Serviço

A apresentação acontece hoje às 20h, no Teatro César Cava, em Presidente Prudente. A entrada será franca e por ordem de chegada sem a necessidade de ingressos. A programação completa dos espetáculos pode ser conferida através do site www.grupomenadesesatiros.com.br.