Sucesso de campeonato vai além da atuação em campo: precisa de torcida!

  • 08/11/2019 04:05

Pela quinta vez, Presidente Prudente sediou, em dois fins de semana seguidos, as finais da Liga Regional de Handebol, nas categorias mirim, infantil, sub-20 e adulto - masculino e feminino -, com jogos acirrados disputados no PUM (Parque de Uso Múltiplo). Apesar de os times daqui não terem saído com o título, a cidade se transformou em quatro dias (dois sábados e dois domingos), na capital regional da modalidade, agitando não somente os atletas participantes, mas os amantes do esporte, que compareceram às quadras para torcer e incentivar suas equipes.

Agora, conforme matéria divulgada nesta semana em O Imparcial, Prudente se prepara para receber o 48º Campeonato Estadual de Futebol Feminino José Astolphi, nas categorias sub-14 e 17. A competição, prevista para ocorrer entre os dias 5 e 14 de dezembro, nos dois estádios municipais e em diferentes campos, contará com 15 diretorias de esportes, envolvendo aproximadamente 650 pessoas, entre atletas, técnicos, dirigentes e árbitros.

A confirmação de que a cidade será sede da disputa veio na manhã de segunda-feira, quando o prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB) assinou convênio com a Secretaria de Esportes do Estado de São Paulo, em reunião na capital. 

Motivos para comemorar não faltam. Além de fomentar o futebol feminino, que atualmente, acredite, ainda enfrenta preconceito, o campeonato deve chamar a atenção dos jovens que, muitas vezes, ao invés de estarem nas ruas, fazendo o que não presta, poderiam estar praticando algum esporte ou até mesmo descobrindo algum talento. Se falta dinheiro, esta também é uma oportunidade de participar, sem precisar gastar com o deslocamento. Ao contrário, pode até movimentar a economia, com a vinda das delegações.

Encontrar mulheres jogando bola nas ruas não é algo tão comum como se espera, até mesmo no país do futebol. A prática por aqui ainda é pouco valorizada. Desde criança crescemos ouvindo que “futebol é coisa de menino”. Será que conhecem a Marta, eleita a melhor futebolista do mundo por seis vezes? E a Formiga, a única pessoa a ter participado de sete Copas do Mundo?

Com a competição na cidade, o que se espera, muito mais do que jogo bonito, é a torcida presente, prestigiando e incentivando.