Mobilidade urbana

Sosp executa 94% da metragem prevista para 3 ciclovias em PP

De um total de 13.047,58 metros de obras, 12.344,32 m já foram construídos; duas pistas estão prontas, uma está 90% executada e o projeto de uma quarta ainda aguarda aprovação

JANAÍNA TAVARES - Especial para O Imparcial • 12/05/2018 12:37:04

A Sosp (Secretaria de Obras e Serviços Públicos) de Presidente Prudente executou 94,06% dos 13.047,58 metros projetados pelo município em ciclovias - ou seja, até agora, 12.344,32 metros foram concluídos. Na ciclovia, que tem início perto do Lar dos Meninos, do Jardim Bongiovani ao Jardim Cobral, os 3.765,00 metros estão 100% prontos. Da mesma fora, a pista que começa na Rodovia Raimundo Maiolini e vai até o bairro Morada do Sol, possui 2.250,00 metros e está totalmente finalizada.

A secretaria destaca que a ciclovia do Jardim Monte Alto ao Ana Jacinta está com 90% de execução (6.329,32 metros realizados dos 7.032,58 previstos). Em aguardo para a aprovação do projeto na Caixa Federal, uma ciclovia será construída nas imediações da Avenida César de Campos, com proposta inicial de percorrer 2.965,80 metros. “Se for autorizado, em até 90 dias já tem início a elaboração dessa próxima obra”, observa.

Conforme o responsável pela pasta, Rodnei Rena Rodrigues, a obra perto do Lar dos Meninos custou R$ 947.259,69. Já a que começa na Rodovia Raimundo Maiolini totalizou no valor de R$ 503 mil, enquanto o preço da ciclovia localizada na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira desde as proximidades do Parque de Obras da Prefeitura (na altura da Avenida Itaro Koyanague) não foi divulgado, apesar de também estar pronta para o uso dos ciclistas. Entretanto, a secretaria mostra que a ciclovia dos bairros Monte Alto e Ana Jacinta custou R$ 1.414.949,92.

Segundo o responsável, as construções têm como principal objetivo incentivar o uso de bicicletas como meio de transporte e proporcionar mais segurança aos usuários e adeptos do ciclismo. “A grande parte das obras está com tintura em dia e com arborização, entretanto, principalmente a pintura realmente está faltando em alguns pontos específicos, como na ciclovia do Monte Alto ao Ana Jacinta”, comentou Rodnei, ao dizer que a empresa responsável pela construção deveria solucionar o problema nos próximos dias.

A diarista Josefa Maria da Silva, 43 anos, vê a finalização das ciclovias citadas como positiva. “Pra mim e para o pessoal dos bairros vizinhos, elas ficaram ótimas, porque antigamente não tinha esses espaços. É bom poder vir aqui e apreciar quando tenho uma folga no meu trabalho, como hoje, por exemplo”, ressalta. Já a dona de casa, Maria Silvana da Silva Araújo, 29 anos, revela que duas vezes por semana utiliza esses espaços para andar de bicicleta. “Achei muito boa porque é um meio seguro dos ciclistas se locomoverem dos bairros para outros lugares e também para praticar alguma atividade física como a que eu faço. Mas nem todos entendem que ciclovia foi feita para ciclistas”, afirma.

Em concordância com Maria Silvana, o aposentado João Jordão, 70 anos, enfatiza que o problema que encontra é a falta de respeito dos pedestres ao utilizarem os locais para caminhadas. “Esses dias, um pedestre derrubou minha esposa da bicicleta, porque o espaço é muito pequeno para os dois transitarem nesses locais. Se ela tivesse caído no meio da rua, com certeza teria acontecido uma grande tragédia”, fala João, que mora há 20 anos no bairro Ana Jacinta.

 

Problemas anteriores

Com quase tudo finalizado, as ciclovias também já foram assunto de reclamações em situações anteriores. Conforme publicado por este período no mês de fevereiro, a obra localizada na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira continha terra, formação de poças d´água quando chovia e danos no meio-fio lateral da ciclovia. Neste mesmo ano, o MPE (Ministério Público Estadual) informou da possível instauração de um procedimento para verificar uma eventual lesão material à Fazenda Pública, após a implantação e depois remoção da ciclovia entre as pistas da Rua Alvino Gomes Teixeira, na zona norte da cidade, de acordo com O Imparcial. Além disso, em 2017 também foi publicado pelo periódico que a Prefeitura de Prudente foi condenada pela Justiça a pagar R$ 140 mil para a família do pedreiro de 35 anos que morreu em setembro de 2015, após colidir com a motocicleta na mesma ciclovia da Rua Alvino Gomes Teixeira.

 

SAIBA MAIS

CICLOVIA DE PRUDENTE EM ANDAMENTO:

- Obra que liga os bairros Monte Alto ao Ana Jacinta está com 90% concluída e tem 6.329,32 metros. A expectativa é que ao final tenha 7.032,58 metros.

Fonte: Secretaria de Obras e Serviços Públicos

 

CICLOVIAS EXECUTADAS EM PRESIDENTE PRUDENTE

Ciclovia

Área executada (m)

Área total final (m)

Execução (%)

Raimundo Maiolini

2.250,00

2.250,00

100

Lar dos Meninos - Jardim Cobral

3.765,00

3.765,00

100

Monte Alto - Ana Jacinta

6.329,32

7.032,58

90

Total

12.344,32

13.047,58

94,06%

Fonte: Sosp (Secretaria de Obras e Serviços Públicos)

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste