Sobe para 99 o número de casos suspeitos na região

Entre pacientes está uma pessoa internada em estado grave na UTI, uma gestante e uma criança de 6 anos

REGIÃO - THIAGO MORELLO - Da Redação

Data 20/03/2020
Horário 05:33

Até o fim da tarde de ontem, a região de Presidente Prudente chegou mais perto de contabilizar a primeira centena de casos suspeitos, uma vez que as novas estatísticas apontam 99 possíveis registros da doença. Ou seja, são 26 inéditas investigações, já que o saldo anterior era de 73. Deste contingente, somente 22 estão na maior cidade do oeste paulista, e os outros quatro em municípios do entorno. Entre pacientes, existe um paciente internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), uma gestante e uma criança de 6 anos.

Na situação crítica, está uma pessoa de 57 anos, que não teve o sexo informado, inclusa entre os 78 casos suspeitos de Presidente Prudente. De acordo com a VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal), o paciente segue em estado grave internado na UTI, em observação, e no aguardo dos resultados do exame para confirmar ou não a contaminação da doença, assim como os demais casos.

E no cenário prudentino também está a possível vítima de 6 anos, mas “em bom estado geral”, conforme a pasta, que segue internada  pelo fato de ser imunodeprimida, que é quando a pessoa possui um sistema imunológico enfraquecido.

À reportagem, a VEM, que atualizou a situação do município até às 17h de ontem, destacou ainda que um caso suspeito que seguia internado, citado na quarta-feira, teve alta do hospital, mas continua em isolamento social domiciliar.

Além desses números, Prudente contabiliza seis casos negativos de coronavírus já descartados, ou seja, até o momento a cidade registra 84 notificações, entre suspeitas e negativas. Vale reforçar que não há nenhum caso positivo da doença na cidade. Todos os exames foram encaminhados ao IAL (Instituto Adolpho Lutz), em São Paulo.

SITUAÇÃO

REGIONAL

Com o novo balanço, também foram constatados quatro novos casos suspeitos na região, em três cidades diferentes, que até mesmo não tinham sido citadas até o momento. O caso que chamou mais atenção está em Flórida Paulista, e trata-se de uma mulher de 39 anos, gestante. Conforme a Vigilância Epidemiológica da cidade, ela apresentava sintomas clínicos do Covid-19, “mas está bem”. Ela foi direcionada ao isolamento domiciliar.

Um dos casos também chegou ao sistema prisional, mais especificamente em um dos CDPs (Centros de Detenção Provisória) de Pacaembu. Segundo decreto publicado pelo Executivo da cidade, um dos internos passará por exames, pelo fato de apresentar sintomas da doença. A situação impulsionou, até mesmo, que o documento impusesse a proibição da entrada e permanência de visitantes na unidade, bem como de ônibus e veículos que transportam tal público.

As outras possíveis incidências compreendem os municípios de Nantes e Santo Anastácio, com um caso suspeito em cada. Nessa última cidade citada, a Saúde informou que a situação corresponde a uma jovem, sem idade informada, mas que esteve na capital paulista nos últimos dias. Ela procurou a VEM pelo telefone mesmo, informando os sintomas e, por isso, iniciou o isolamento. Já em Nantes, maiores informações não foram repassadas.

A nova atualização indica agora que 16 municípios da região investigam a possibilidade de o vírus ter infectado pessoas locais. Até ontem de manhã eram 12. Não há confirmação da doença em nenhuma cidade da região.

CIDADES COM CASOS SUSPEITOS

Dracena (2), Flórida Paulista (1), Junqueirópolis (2), Martinópolis (1), Mirante do Paranapanema (1), Nantes (1), Narandiba (2), Ouro Verde (1), Pacaembu (1), Panorama (1), Presidente Epitácio (4), Presidente Prudente (78), Presidente Venceslau (1), Rancharia (1), Sandovalina (1) e Santo Anastácio (1).

Veja também