Senador italiano ouve demandas de descendentes

Prudente

| GABRIEL BUOSI - Da Redação

O primeiro brasileiro a assumir uma cadeira no Senado italiano, Fausto Guilherme Longo, promoveu na noite de ontem, em Presidente Prudente, um encontro com descendentes da região com a intenção de agradecer os votos recebidos que proporcionaram os cinco anos de candidatura em Roma. No jantar, que ocorreu no salão paroquial da Catedral São Sebastião, os moradores foram ouvidos sobre anseios e necessidades requeridas pela colônia.

Em visita à redação do O Imparcial durante à tarde, Fausto afirma que esteve pela primeira vez na região oeste do Estado em 2013 quando buscava o fortalecimento e Foto: Mariane Gasparetto, Fausto diz que visita à região o encorajou ao mandatoapoio da colônia italiana local para a candidatura ao Senado no país do velho continente. “A presença de descendentes na região é muito significativa. Lembro-me que aquele jantar foi uma das mais expressivas manifestações que já vivi no Estado de São Paulo. Eu sai daqui encorajado e, com isso, creio que a noite de hoje [ontem] não será diferente”.

O candidato indicado na época pelo Partido Socialista Italiano afirma que encerra o mandato com a sensação de dever cumprido, uma vez que conseguiu a aprovação de uma série de emendas que favorecem a ampliação da rede consular no Brasil, bem como a inclusão da língua italiana na cultura local. O último dia na 17ª Legislatura será no dia 15 de março.

Além de agradecer a confiança dos ítalos descendentes da região em 2013, quando assumiu o Senado, Fausto aproveitou a oportunidade para solicitar novamente o apoio político, já que entre os dias 15 e 25 de fevereiro concorrerá ao cargo de deputado na Itália. “Os dois postos têm igual peso no país, diferente do que ocorre no Brasil. Os votos serão enviados pelos Correios ao Consulado Italiano, em São Paulo, e se eleito ficarei no cargo pelos próximos cinco anos”, acrescenta.

 

 

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste