Seminário em PP debate direitos de transexuais e travestis

Evento será realizado amanhã e quinta-feira, a partir das 19h, no auditório do Matarazzo; inscrições são gratuitas e podem ser feitas pela internet

Da Redação • 10/07/2018 14:26:00

Mesa de amanhã terá a participação da transexual, Lorys Veronica Ciccon. Foto: Cedida

Com o objetivo de promover reflexão sobre a saúde, situações de violência, mercado de trabalho e condições de educação oferecidas à população transexual e travesti da cidade e região, será realizado amanhã e quinta-feira, em Presidente Prudente, o 1º Seminário Pelos Direitos e Inclusão de Travestis e Transexuais. O evento ocorre no Auditório Sebastião Jorge Chammé, no Centro Cultural Matarazzo, a partir das 19h. As inscrições estão abertas e são gratuitas. São esperadas cerca de 100 pessoas.

A ideia, conforme a organização, é propor soluções, pensar em políticas públicas e recomendações voltadas à efetivação dos direitos, visando assegurar a identidade, a privacidade, saúde e a felicidade desta parcela da sociedade. Com o seminário, os organizadores também pretendem iniciar um grupo de trabalho permanente com participação da sociedade civil, OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Defensoria Pública de São Paulo, Ministério Público de São Paulo, secretarias municipal e estadual de Saúde, Polícia Civil, movimentos sociais, universidades, escolas, profissionais de saúde e educação, Secretaria de Cultura e outros.

A programação tem início às 19h de amanhã, com apresentação cultural de Glenda (Joelma Cover). Às 20h, ocorre o cine reflexão, com a psicóloga e mestranda em Psicologia pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Assis (SP), Beatriz de Mattos Porto. Às 21h, o público confere a mesa-redonda “Saúde: um olhar sobre a população de transexuais e travestis”, com o livre docente da Unesp de Assis, doutor em Psicologia Clínica, Fernando Silva Teixeira Filho; e a transexual, Lorys Veronica Ciccone, com mediação do advogado Rodrigo e Silva Brambila.

Na quinta-feira, a apresentação cultural fica por conta de Alaska Herrera, às 19h. Às 20h, ocorre a mesa-redonda “Situações de violência contra travestis e transexuais”, com a advogada e mestre em Ciências pela USP (Universidade de São Paulo), Rachel Macedo Rocha; a defensora pública, Giovana Devito dos Santos Rota; e a transexual, Walleria Suri, com mediação da advogada, presidente da Comissão de Direito do Consumidor e especialista em Direito do Trabalho e Previdenciário, Aline Fernanda Escarelli.

A organização do evento é formada pela OAB de Prudente, em parceria com a CJA (Comissão da Jovem Advocacia) e apoio da Astae (Associação de Saúde, Trabalho, Meio Ambiente e Educação), do Casassa (Casa de Acolhimento LGBT) e da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.

Serviço

Todos podem participar. A inscrição é online e deve ser realizada através do link: http://pobr.com.br/bra/seminario.asp. Os organizadores pedem que todos levem um quilo de alimento não perecível. Ao fim, o que foi arrecadado será doado à comunidade transexual e travesti.

Com Assessoria de Imprensa

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste