Marco Vinicius Ropelli: Crianças de Machado visitam e observam peças do museu da Unesp

Foto: Marco Vinicius Ropelli: Crianças de Machado visitam e observam peças do museu da Unesp

Conhecimento

Semana de Primavera no Museu promove contato com cultura indígena

  • 02/10/2019 05:20
  • MARCO VINICIUS ROPELLI - Especial para O Imparcial

Até sexta-feira, o Cemaarq (Centro de Museologia, Antropologia e Arqueologia) da FCT/Unesp (Faculdade de Ciências e Tecnologia/Universidade Estadual Paulista) de Presidente Prudente realiza com apoio do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), a Semana de Primavera em Museus, com objetivo de divulgar para a comunidade e escolas o trabalho realizado no local. “Tentamos trazer os alunos de escolas da região para cá, para não ficarem apenas na teoria”, destaca a assistente de suporte acadêmico da Unesp, Nikele Maiara Milani, 30 anos.

A garotada concorda em número, gênero e grau com Nikele, o estudante Gabriel Braz Correia de 12 anos, veio com seus colegas, todos alunos da EMEIF (Escola Municipal de Ensino e Instituto Fundamental) Álvares Machado, conhecer de perto a cultura dos povos que habitaram no passado as florestas da região. “É muito importante para adquirir conhecimento, na escola aprendemos algumas coisas sobre indígenas, melhor ainda ver na prática”, enfatiza Gabriel.

CONHECER A CULTURA

E RESPEITAR DIFERENÇAS

Os professores de História, Willian Bordignon, 21 anos, e de Geografia, Priscila Souza Maldonado, 28 anos, vão além. Fora o contato real, eles destacam a importância de se conhecer a cultura indígena para a compreensão das diversidades. “É um resgate da identidade desses povos e também uma forma de respeito às diversidades, conhecer é importante para respeitar o outro e a si mesmo”, salienta Priscila.

“É UM RESGATE DA IDENTIDADE DESSES POVOS E TAMBÉM UMA FORMA DE RESPEITO ÀS DIVERSIDADES, CONHECER É IMPORTANTE PARA RESPEITAR O OUTRO E A SI MESMO”

 

Priscila Souza Maldonado

Os alunos demonstram que a assimilação das atividades dinâmicas e interativa realmente é diferenciada. Além da atenção constante que dão aos monitores que explicam cada peça exposta no museu, os jovens se divertem ao fim do passeio educativo. Os mais novos, explica Nikele, montam uma maquete indígena, os mais velhos participam de um jogo de perguntas e respostas.

(((SERVIÇO)))

A Semana de Primavera no Museu segue com visitações até a sexta-feira, entretanto, as escolas que não conseguirem agendar visitação nesta semana podem marca-la em outra data. Para isso basta entrar em contato com o numero (18) 3229-5327 e realizar o agendamento.

 

 

 

ÚLTIMAS DO AUTOR