GENTE GRANDE

Sem visar medalhas, atletas competem pelo Troféu Brasil por experiência

Disputas reúnem atletas dos principais clubes do país e servem de ponte para uma nova geração se confirmar entre nomes já consagrados

JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial • 14/09/2018 06:26:00

À direita, Maria Victória Sena compete pelos 100 e 200 metros. Foto: Arquivo

A cidade de Bragança Paulista (SP) é sede, a partir de hoje, de uma das principais competições interclubes do atletismo da América Latina. As disputas do Troféu Brasil Caixa reúnem atletas dos principais clubes do país e servem de ponte para uma nova geração se confirmar entre nomes já consagrados do esporte.

Na tarde de ontem, três atletas que treinam em Presidente Prudente viajaram em busca de novas experiências. Maria Victória Sena, que compete pelos 100 e 200 metros, Deisiane Teixeira, no dardo, e Fábio Henrique, que participa pelos 400 metros. Acompanhados do técnico Inaldo Sena, o trio se apresenta no Estádio do Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo, na cidade sede.

Por conta do alto nível da competição, o treinador indica que não espera medalhas, mas aguarda uma nova experiência para seus treinados. “É muito forte a competição e nossos atletas são muito novos, mas que ganhem uma nova experiência e melhorem seus recordes pessoais. Tudo o que passam vai contribuir para lá na frente melhorar, seja com medalhas ou não”, destaca.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste