Saúde emocional: toda ajuda é sempre bem-vinda

  • 02/01/2020 05:01

Com a saúde emocional não se brinca! Em meio à correria do dia a dia, às vezes fica difícil dar uma pausa na rotina e olhar para os sinais que indicam que a cabeça não vai bem. Cansaço, dor no corpo, dificuldade para concentração, tristeza, falta ou excesso de apetite e sono desregulado, são alguns dos sintomas de quem está sofrendo com transtornos mentais. E é nessa hora em que a ajuda da família, amigos e especialistas são de grande valia para que o sofrimento não tome conta da rotina.

Dados da Secretaria Municipal de Saúde indicam que em Presidente Prudente, os atendimentos nas quatro unidades do Caps (Centro de Atenção Psicossocial) cresceram 36,97% no último ano, no comparativo com o período anterior. Conforme o balanço, o número de atendimentos saltou de 49.897 para 68.344. De acordo com a pasta, o crescimento é atribuído junto ao cenário global, em que ocorre aumento nos casos de adoecimento emocional.

Mas é interessante observar que o aumento também pode estar relacionado ao incentivo que as pessoas estão recebendo para buscar ajuda necessária, iniciativa que é complicada para quem sofre com os problemas. Isso porque, o primeiro passo para que a solução seja concretizada, é o de aceitar que está doente. Quando a força de vontade vai de encontro ao especialista, a tendência é que a situação volte no eixo, o que permitirá enfrentar as dificuldades do cotidiano sem muito sofrimento.

Devido à maior procura por ajuda, é necessário que haja investimentos na saúde pública para atender aos doentes, direcionado ao tratamento adequado. Não apenas isso, mas fazer crescer campanhas que toquem na alma dos que sofrem, para que eles procurem ajuda o quanto antes. Exemplo do Janeiro Branco, celebrado nacionalmente, em que orienta e previne sobre os cuidados com a saúde. Inclusive, o assunto foi reportagem neste diário na semana passada.

O cenário é preocupante, doenças emocionais não podem ser esquecidas e é importante que o assunto seja lembrado constantemente. Depressão, síndrome do pânico, ansiedade...para todas elas têm tratamento, até mesmo a cura. Basta olhar a vida com outros olhos e entender que existe um mundo repleto de coisas boas e oportunidades para viver.