Cotidiano

São Paulo terá mais 43 cidades turísticas

Mais 43 cidades paulistas serão classificadas como MITs (Municípios de Interesse Turístico) caso o projeto de lei, aprovado pela Assembleia Legislativa, seja sancionado pelo governador João Doria (PSDB). Com isso, essas cidades passarão a receber recursos do governo do Estado para serem destinados a investimentos na infraestrutura turística local - cerca de R$ 650 mil por ano. O objetivo é que a utilização da verba fomente a ampliação e o fortalecimento das atividades econômicas da região. “O objetivo da criação dos MITs é gerar emprego e renda, já que o turismo é a maior fonte geradora de emp

  • 09/02/2019 06:11
  • Contexto Paulista

São Paulo terá mais

43 cidades turísticas

Mais 43 cidades paulistas serão classificadas como MITs (Municípios de Interesse Turístico) caso o projeto de lei, aprovado pela Assembleia Legislativa, seja sancionado pelo governador João Doria (PSDB). Com isso, essas cidades passarão a receber recursos do governo do Estado para serem destinados a investimentos na infraestrutura turística local - cerca de R$ 650 mil por ano. O objetivo é que a utilização da verba fomente a ampliação e o fortalecimento das atividades econômicas da região. “O objetivo da criação dos MITs é gerar emprego e renda, já que o turismo é a maior fonte geradora de emprego no mundo”, afirma o deputado João Caramez (PSB), que tem base eleitoral na Região Metropolitana de São Paulo. Se a proposta virar lei, o Estado de São Paulo passará a contabilizar 140 MITs.

 

Apoio aos pequenos

Para Itamar Borges (MDB), que representa as regiões de Araçatuba e São José do Rio Preto, a aprovação da proposta significa um avanço importante ao priorizar os pequenos municípios, que são a grande maioria entre os contemplados neste pacote. Para que seja considerada de Interesse Turístico, a cidade deve ter atrativos turísticos, serviço médico emergencial, hospedagem, alimentação, informações turísticas e abastecimento de água potável e esgoto.  

 

A lista

As 43 cidades paulistas que deverão receber o título são: Adamantina, Araçatuba, Adolfo, Anhembi, Araçoiaba da Serra, Barra do Turvo, Bebedouro, Bocaina, Botucatu, Divinolândia, Dois Córregos, Garça, Guaíra, Ibirarema, Icém, Igarapava, Indiaporã, Ipeúna, Itapeva, Itaporanga, Itariri, Itirapina, Jaboticabal, Jarinu, Juquiá, Juquitiba, Lavrinhas, Marília, Mogi Mirim, Palmeira d’Oeste, Pauliceia, Pirapora do Bom Jesus, Pongaí, Porto Ferreira, Santa Albertina, Santa Clara d’Oeste, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, São Manuel, Timburi, Três Fronteiras, Valentim Gentil e Votorantim.

 

Os MITs

Noventa e sete cidades já haviam sido classificadas como MITs em 2018: Agudos, Altinópolis, Apiaí, Araraquara, Araras, Areias, Barbosa, Barretos, Bofete, Boituva, Brodowski, Buritama, Cabreúva, Cachoeira Paulista, Campina do Monte Alegre, Cardoso, Cesário Lange, Cruzeiro, Cubatão, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Fernandópolis, Guararema, Iacanga, Igaratá, Iporanga, Itaoca, Itapira, Itápolis, Itapuí, Itapura, Itararé, Itatiba, Itupeva, Ituverava, Jacareí, Jacupiranga, Jales, Jaú, Jundiaí, Laranjal Paulista, Lençóis Paulista, Limeira, Lins, Mairiporã, Martinópolis, Mendonça, Miguelópolis, Mineiros de Tietê, Miracatu, Mira Estrela, Mogi das Cruzes, Monte Alto, Monteiro Lobato, Nazaré Paulista, Novo Horizonte, Orlândia, Ouroeste, Panorama, Paraibuna, Pardinho, Patrocínio Paulista, Paulo de Faria, Pedreira, Pedrinhas Paulista, Piedade, Piracaia, Piratininga, Queluz, Rancharia, Registro, Ribeirão Grande, Rifaina, Riolândia, Rosana, Rubineia, Sabino, Sales, Santa Branca, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Isabel, Santo Antonio da Alegria, Santo Expedito, São José do Rio Pardo, São Miguel Arcanjo, São Simão, Sertãozinho, Sete Barras, Sud Menucci, Tabatinga, Tambaú, Tapiraí, Tatuí, Torrinha, Ubarana, Uchôa e Votuporanga.

 

Investimento

A Antibióticos do Brasil, de Cosmópolis, fabricante de medicamentos de alta complexidade, investiu R$ 180 milhões em nova área. Dois novos prédios irão gerar cerca de 150 empregos diretos e indiretos. A empresa foi criada em 2003 e pertence ao grupo italiano ACS Dobfar, um dos líderes mundiais na fabricação e comercialização de antibióticos. Com unidade também em Sumaré, possui tecnologia de ponta na fabricação de medicamentos injetáveis e é líder no país nesse segmento.

 

Mais empregos

Com o objetivo de entregar 666 casas populares na primeira etapa de implantação de um bairro residencial na zona leste de Presidente Prudente, a Pacaembu Construtora, em parceria com a Prefeitura, deve mobilizar a abertura de 780 empregos diretos e indiretos durante a execução das obras. A informação é de O Imparcial, da Rede APJ (Associação Paulista de Jornais). O prazo para a conclusão das obras é de 18 meses. A construtora deverá investir R$ 81 milhões em cada uma das três etapas do projeto.

 

Exportações

A balança comercial de Araraquara fechou o ano de 2018 com superávit de US$ 832,1 milhões, um saldo de crescimento equivalente a 9,79% em relação a 2017, segundo o portal A Cidade On, da Rede APJ. De acordo com o Sincomercio (Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara), as exportações alcançaram US$ 889,6 milhões e colocaram a cidade em 13º lugar no ranking paulista dos municípios que mais exportaram em 2018.

 

Só em março

A maior parte do legislativo brasileiro, incluindo o Congresso Nacional, empossou os novos parlamentares no dia 1º de fevereiro, mas na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) isso só ocorrerá no dia 15 de março.

 

Dados eleitorais

A Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) disponibilizou os dados referentes à eleição de 2018 no Estado de São Paulo. O Sistema de Informações Eleitorais contempla 20 anos de informações detalhadas sobre as eleições ocorridas no Estado.