Divulgação/Ralfe Primiani -  Na ativa desde 2010, grupo prudentino Pai Galo é conhecido por sua versatilidade musical

Foto: Divulgação/Ralfe Primiani - Na ativa desde 2010, grupo prudentino Pai Galo é conhecido por sua versatilidade musical

MÚSICA

Samba rock da banda Pai Galo invade o Sesc

Show gratuito ocorre neste sábado, a partir das 16h, e integra o projeto Múltiplos Sons; programação infantil conta com espetáculo teatral, contação de histórias e oficina

  • 07/03/2020 08:00
  • DA REDAÇÃO

O fim de semana é musical no Sesc Thermas de Presidente Prudente. Neste sábado, a banda prudentina Pai Galo coloca todo mundo para dançar ao som do samba rock. Já amanhã, é a vez do público conhecer uma família circense vinda do interior de Goiás com o espetáculo “Batuque, Canto e Viola”. No Parque Aquático, o aqua tênis refresca a tarde unindo diversão e esporte.

Na ativa desde 2010, o grupo prudentino Pai Galo é conhecido por sua versatilidade musical, decorrente de influências do samba, axé, MPB, funk e, claro, samba rock. Do Mato Grosso do Sul ao Rio de Janeiro, o groove da banda que possui três DVDs lançados já passou por inúmeras cidades.

Durante o show, os músicos Ulisses Souto (voz), Eduardo Silva (bateria), Marcelo Dipi (contrabaixo), Felipe Dipi (guitarra), Mário Lima (percussão) e Giuliano Oliveira (teclado), prometem apresentar o melhor do samba rock ao público, estilo que nasceu e se desenvolveu em bailes da periferia de São Paulo e hoje é eternizado nas vozes de Jorge Ben Jor, Tim Maia, Noriel Vilela, Trio Mocotó, dentre outros.

No repertório, além de canções dos artistas citados, eles interpretam sucessos de Diogo Nogueira, Seu Jorge, Luciana Melo, Bebeto e Branca de Neve. Com início às 16h, na Área de Convivência, o show conta com entrada livre.

PROGRAMAÇÃO

PARA CRIANÇAS

No Quintal de Histórias, às 15h de hoje, os pequenos conhecem uma jovem “cabeça de vento” que vive em um vilarejo antigo. Certo dia, muito avoada, ela se mete num grande mal-entendido com o rei. Será que a jovem conseguirá se livrar dessa? O Grupo de Teatro de Sobras traz a resposta com a contação “Tom Tico Taco”.

Domingo é dia de espetáculo, ou melhor, de circo. Às 15h, na Área de Convivência, a Cia Boca do Lixo traz a história de uma família circense vinda do interior de Goiás, Cerrado Brasileiro. Com “Batuque, Canto e Viola”, eles embarcam em uma aventura por diferentes culturas, histórias e brincadeiras populares no Arte em Cena.

Que tal aprender algumas práticas circenses? Às 16h, as crianças participam da oficina “Acrobacias Circenses” em mais uma edição do Brincando com Arte, que conta com distribuição de senhas gratuitas 30 minutos antes no local. Ainda na Área de Convivência, eles conhecem brincadeiras envolvendo acrobacias simples e que, gradativamente, se tornam mais desafiadoras.