Cotidiano

Saber reaproveitar os alimentos evita desperdício e alivia o bolso

12/10/2018 04:05:00

É de estarrecer a quantidade de alimentos que é jogada diariamente no lixo e que poderia estar no prato de quem passa fome. Infelizmente, tal desperdício é cultural no Brasil, visto que o reaproveitamento de comida ainda é visto como algo a ser evitado. No país, conforme pesquisas, o arroz e o feijão são os itens mais descartados – justo eles, símbolos da culinária brasileira. A falta de planejamento contribui para este triste cenário, afinal, cozinha-se em demasia, e, depois, muitos preferem jogar o que sobrou fora a requentar a comida.

Falta muita conscientização também. O olhar de desdém e certo preconceito com os alimentos que já foram preparados e viraram outras receitas são presentes em inúmeras famílias. Quem nunca ouviu: “Meu esposo não come comida requentada de jeito nenhum. Meus filhos passam longe do jantar quando percebem que foi feito com o que sobrou do almoço”. Contudo, aquele arroz de ontem pode perfeitamente virar bolinhos, tortas, arroz de forno, enfim, o que a criatividade mandar. Nada justifica o desperdício de alimentos.

E quando falamos de desperdício também incluímos cascas, sementes e talos de frutas, verduras e legumes. Muitos desconhecem o poder nutricional deles, e as inúmeras receitas que podem ser feitas a partir deles. Chás, sucos, refogados, bolos, doces, a lista é imensa. Basta ter um pouco de curiosidade e conhecimento. Em Presidente Prudente mesmo, são inúmeros os cursos gratuitos que ensinam a reaproveitar os alimentos, os transformando em pratos deliciosos e muito nutritivos.

Isso sem contar a economia no bolso. Em épocas de crise econômica, nada mais vem a calhar do que aproveitar tudo “até o último talo”, literalmente.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste