Revolução Constitucionalista: uma luta lembrada com garra e gratidão

  • 09/07/2019 06:10

Hoje, feriado da Revolução Constitucionalista de 1932. Uma data muito celebrada e lembrada por muitas pessoas, principalmente por quem tem algum familiar combatente. Um dia para recordar a garra de muitos homens que abriram mão da própria vida em prol de um país melhor. O Dia da Revolução Constitucionalista é comemorado anualmente em  9 de julho e considerado feriado estadual em São Paulo. Também conhecido por Dia da Revolução e do Soldado Constitucionalista, esta data é uma homenagem ao movimento contra ditadura de Getúlio Vargas, realizado em 1932 pelos paulistas.

Como noticiado neste diário, trata-se de um movimento armado ocorrido nos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, entre julho e outubro de 1932, que tinha por objetivo derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e convocar uma Assembleia Nacional Constituinte. Na ocasião, 1.100 cidadãos prudentinos também responderam ao chamado da democracia e formaram um batalhão de voluntários. É possível que você já tenha transitado pelas ruas ou avenidas conhecidas como Tenente Nicolau Maffei, Tenente Casemiro Dias ou pela praça central, a Nove de Julho, em Prudente. Hoje, elas levam esse nome porque foram estes alguns dos prudentinos que lutaram, tornando-os verdadeiros símbolos combatentes.

Nesta terça-feira, um desfile cívico celebra a data especial na Praça Nove de Julho, no centro de Prudente. Uma data importante e memorável. Basta caminhar em um dia como o de hoje na solenidade, que é possível encontrar olhos cheios de lágrimas, de pessoas que lembram com carinho e orgulho de entes queridos que participaram deste momento histórico.

Um exemplo disso foi uma ligação que a redação deste impresso recebeu na tarde de ontem, de uma senhora que, do outro lado da linha, chorava incansavelmente, lembrando do saudoso pai que foi um combatente.

Vamos todos lembrar do dia de hoje com carinho e gratidão, por toda luta dispensado aos brasileiros.