Marcos Sanches/Secom - Reunião discutiu tecnologia a ser implementada para a operacionalização do consórcio

Foto: Marcos Sanches/Secom - Reunião discutiu tecnologia a ser implementada para a operacionalização do consórcio

CIRSOP

Reunião discute tecnologia que será implementada em consórcio

Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos do Oeste Paulista tem como objetivo a implantação de um aterro sanitário regional

  • 03/09/2019 19:39
  • DA REDAÇÃO

Uma assembleia geral extraordinária com representantes do Cirsop (Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos do Oeste Paulista), realizada na segunda-feira, definiu o termo de referência que vai indicar qual tecnologia será implementada para a operacionalização do consórcio. O Cirsop conta atualmente com representantes de 10 municípios e tem como objetivo a implantação de um aterro sanitário regional.

O diretor executivo do Cirsop, Matheus Godoy, explicou as etapas necessárias para que o consórcio possa efetivamente entrar em operação e resumiu o plano que foi elaborado por especialistas da Unesp (Universidade Estadual Paulista).

“Estamos realizando todas as etapas e procedimentos necessários para dar início à operacionalização. Aprovamos nesta reunião o termo de referência e estamos realizando todas as etapas conforme determina a lei 12.305/10, que é a base da Política Nacional de Resíduos Sólidos”, esclarece.