Shopping popular Reunião define critérios para regularizar Camelódromo

 11/10/2017  - IVE CAROLINE - Da Reportagem Local

A A A

A comissão responsável por tratar das providências acerca da regularização do Camelódromo de Presidente Prudente se reúne na manhã de hoje para definir os critérios de seleção dos boxistas que irão continuar vendendo no espaço. O grupo irá atualizar o decreto de 2004, considerado “rígido em alguns aspectos”, para dar continuidade ao que foi acordado com o MPE (Ministério Público Estadual), conforme o procurador jurídico do município, Pedro Anderson da Silva.

“Nós já realizamos um trabalho de cadastramento dos boxistas, junto com equipes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e, com base nestas informações cadastradas previamente, eles passarão pelos critérios estabelecidos nos moldes do acordo, para decidir quem vai permanecer com o box e quem não vai”, explica o procurador.

Conforme Pedro Anderson, o recadastramento promovido pela Sedepp (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Presidente Prudente) no fim do ano passado identificou 283 vendedores instalados no local, porém, conforme acordado com a Promotoria, o Executivo deverá reduzir o total para a quantidade inicialmente estipulada, de 240 boxistas.

“O Decreto 16.462, de 2004, já possui alguns critérios que irão nos embasar, porém, alguns aspectos são bastante rígidos e deverão ser reavaliados para que consigamos dar andamento na regularização do Camelódromo. Nós também estamos analisando a estrutura do local, a fiação elétrica, que está bem comprometida, e, assim, realizaremos todo planejamento do espaço de maneira adequada e segura. Esperamos concluir toda esta análise em 30 dias”, explica o procurador do município.

 

Revitalização da praça

A Praça da Bandeira já possui um projeto de revitalização bem encaminhado, com a previsão da integração em toda a área que envolve a Vila Marcondes e o Camelódromo. Conforme o procurador, o espaço possivelmente irá integrar o Centro Cultural Matarazzo e a linha férrea, e a Praça da Bandeira se tornará um boulevard.

“Os 240 boxes determinados pela Justiça serão mantidos, mas a praça deve trazer o que sua ideia inicial determinava, que é apresentar uma vasta área verde e passível de frequentadores, por isso, a praça será completamente revitalizada e reestruturada pelo município”, acrescenta Pedro Anderson.

Comentário