REBANHÃO

Retiro religioso atrai mil fiéis em 4 dias

Realizada no IBC Centro de Eventos, em Prudente, 22ª edição do evento foi encerrada no início da tarde de ontem e oportunizou fortificação da fé

José Reis - Tradição em Prudente, Rebanhão possibilita o amadurecimento José Reis - Tradição em Prudente, Rebanhão possibilita o amadurecimento

Após quatro dias de louvor e oração, a RCC (Renovação Carismática Católica) de Presidente Prudente encerrou, no início da tarde de ontem, a 22ª edição do Rebanhão de Carnaval, que oportunizou aos fiéis católicos uma alternativa para fugir do agito das ruas e ter um momento reservado para a fortificação da fé e o amadurecimento espiritual. De acordo com o coordenador diocesano, André Centoma Vieira, cerca de mil pessoas de toda a região passaram pelo IBC (Instituto Brasileiro do Café) Centro de Eventos durante o retiro, que trouxe como tema “Deus nos amou primeiro”, versículo bíblico retirado do primeiro livro de João, capítulo 4, versículo 19. Além dos adultos, os pequenos também marcaram presença no local. Segundo o representante, aproximadamente 50 crianças aderiram ao Rebainho, uma modalidade do evento que propõe a evangelização por meio de uma linguagem mais compreensível para este público.

André avalia de forma positiva os resultados colhidos com o Rebanhão. “Deus vem agindo grandemente nesse retiro, que promove uma experiência nova com Cristo e leva conversão aos fiéis”, pondera. Este ano, a programação ficou por conta do assessor diocesano do Setor Juventude da Diocese de Prudente, padre Luciano Rodrigues; da coordenadora estadual do Ministério de Intercessão da RCC, Lúcia Fátima Lopes Silvério; e das Irmãs Carmelitas Mensageiras do Espírito Santo. Além das atrações especiais, o público também teve acesso a café da manhã, almoço e jantar, que estavam inclusos no ingresso de R$ 50. “É um valor simbólico que cobramos para conseguir custear as despesas, porque nosso objetivo maior é a evangelização”, argumenta.

E está enganado quem pensa que os jovens ficam de fora do Rebanhão. A estudante Eloisa de Oliveira, 18 anos, é um exemplo de adolescente que não tem problema em trocar os dias de folia por uma celebração mais tranquila. Ela conta que participa anualmente do evento e o aproveita para estabelecer um contato mais direto com Deus. “É um momento maravilhoso, pois você deixa de ir para o carnaval de rua a fim de encontrar Deus e voltar reenergizada para o dia a dia”, relata.

O metalúrgico Luís Cristóvão, 51 anos, também vê no Rebanhão a oportunidade de reflexão com seu eu interior e um encontro particular com Deus. “Vemos tanta perdição nesse mundo e nada do qual podemos tirar proveito, enquanto aqui temos a possibilidade de ficar mais atentos às coisas do Senhor”, pontua.