REJEIÇÃO À VENDA

  • 09/10/2019 03:19
  • HOMERO FERREIRA - Da Reportagem Local

Por 8 votos a 5, a Câmara Municipal rejeitou o pedido de autorização de alienação para venda de prédio da Escola Municipal Edson Lopes, na Vila Formosa, em Presidente Prudente. O prédio de 2 mil metros quadrados, em terreno de 4,9 mil m² seria vendido por R$ 4,7 milhões.

VOTOS DE REJEIÇÃO

Votos de rejeição à proposta do prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB): vereadores Adão Batista, Anderson Silva e Demerson Dias, do PSB; Ênio Perrone (PSD), Izaque Silva, Mauro Neves e Natanael Gonzaga, do PSDB; e William Leite (PPS).

DISSERAM “AMÉM”

Habituais votantes favoráveis aos projetos do Poder Executivo e que mais uma vez disseram “amém” foram os vereadores Alba Lucena (PTB), Elza do Gás (PTB), Geraldo da Padaria (PSD), José Tabosa (PTB) e Wellington Bozo (PSDB).

ALIVIAR O CAIXA

Conforme nota da Prefeitura, divulgada pelo Portal Prudentino, os valores auferidos seriam aplicados na Prudenprev, a autarquia de previdência dos servidores municipais, para aliviar o caixa e ter dinheiro para saúde e educação.

AÍ TEM HISTÓRIA

A construção dessa escola da Vila Formosa fez parte das reivindicações da primeira associação de moradores (1978) de Prudente, a Sabifa (Sociedade Amigos de Bairros das Vilas Industrial, Formosa e Adjacências).

FICA A SUGESTÃO

Se a Prefeitura precisa de dinheiro, uma das economias que poderia ser feita é com aluguéis, utilizando espaços vazios como o antigo prédio da merenda escolar; as escolas em frente ao aeroporto e na Vila Nova Prudente; e espaços no recinto da Expo.

INCENTIVO À INOVAÇÃO

Os vereadores aprovaram, por 9 votos a 4, crédito de R$ 40 mil para a Fundação de Educação, Pesquisa e Inovação de Presidente Prudente "Vicente Furlaneto", mantenedora do Inova Prudente, para bolsas de incentivo à inovação tecnológica.

JUSTIFICATIVAS PELO NÃO

O vereador Adão Batista votou contrário ao crédito e justificou que são muitas as necessidades da periferia que não estão sendo atendidas, enquanto Anderson Silva expôs a dificuldade da Prefeitura que até admitiu deixar de pagar os servidores.

JUSTIFICATIVA PELO SIM

O vereador Izaque Silva votou sim ao crédito ao Inova e explicou ter levado em consideração o que está escrito no projeto, além do que, entendeu R$ 40 mil como um valor baixo em relação ao orçamento de R$ 750 milhões da Prefeitura.

CLAREZA SOBRE O IPTU

Projeto do vereador Ênio Perrone é aprovado para que a administração municipal abasteça o Portal Transparência com informações sobre a cobrança do IPTU (Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana).

BALANÇO DA SESSÃO

Sobre a sessão ordinária de segunda-feira, o balanço disponibilizado pela Assessoria de Comunicação informa que foram aprovados 13 projetos de lei; 32 requerimentos de providências e informações; e 58 requerimentos de congratulações.

TRIBUTO À APAMPESP

Em sessão informal da Câmara, os vereadores prestaram tributo com a entrega de cartão de prata à Apampesp (Associação dos Professores Aposentados do Magistério Público do Estado de São Paulo), pelos seus 25 anos.

ÚLTIMAS DO AUTOR

ALGUMAS LEMBRANÇAS

  • 20/10/2019 02:58

FERROVIA NORTE-SUL

  • 19/10/2019 03:22