ABr - Testes são encaminhados para análise do Instituto Adolpho Lutz, em São Paulo

Foto: ABr - Testes são encaminhados para análise do Instituto Adolpho Lutz, em São Paulo

SEM CONFIRMAÇÕES

Região soma 49 casos suspeitos de coronavírus

Três cidades, até então sem notificações, agora também investigam quatro possíveis incidências da doença; Prudente salta de 19 para 40 registros em investigação

  • 18/03/2020 04:01
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

A pandemia do novo coronavírus - Covid-19 - no mundo mostra o forte poder que a doença tem de transmissão. Com isso, os números e as informações que norteiam o assunto são atualizados a todo o momento. Na região, por exemplo, três cidades, até então sem suspeitas, agora também investigam quatro possíveis incidências da patologia. São elas: Junqueirópolis, Presidente Venceslau e Ouro Verde. Aliado a isso, na maior cidade do oeste paulista, Presidente Prudente, que já concentrava o maior número de suspeitas, o número saltou de 19 para 40. Agora, são 49 em âmbito regional, mas sem nenhuma confirmação.

Ou seja, no cenário mais expressivo, Prudente praticamente dobrou o número de casos investigados. No final da tarde de ontem, a VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal) atualizou a situação do coronavírus e detalhou que a cidade registra 46 notificações, sendo seis já descartadas e outras 40 que aguardam resultados de exames processados no Laboratório Central do IAL (Instituto Adolpho Lutz), em São Paulo. Isso quer dizer que, em apenas um dia, o município apresentou 21 novas suspeitas, número maior que a quantidade contabilizada nas últimas duas semanas: 19.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, todos os pacientes suspeitos relatam sintomas respiratórios brandos e seguem em isolamento social domiciliar. “Diante de casos suspeitos são adotadas medidas preventivas para transmissão por gotículas, etiqueta respiratória, isolamento, coleta de amostras para exames, tudo seguindo o protocolo do Ministério da Saúde conforme preconizado pela OMS [Organização Mundial de Saúde]”, explica o órgão.

A VEM reforça ainda que não há nenhum registro positivo da doença na cidade, e que qualquer notícia a respeito é falsa.

GIRO NA

REGIÃO

Na ordem das novas cidades que estão investigando casos suspeitos, o município de Junqueirópolis já possui, logo de cara, duas notificações. A Diretoria Municipal de Saúde da cidade informou a situação na manhã de ontem. Contudo, não foram especificados as idades e os sexos das vítimas. Os exames foram realizados e encaminhados ao Instituto Adolpho Lutz, na capital paulista.

A novidade também envolve as cidades de Presidente Venceslau e Ouro Verde, como mencionado, sendo cada uma com um possível caso de Covid-19. Respectivamente, trata-se de uma mulher, de 43 anos. Moradora de Piquerobi, a paciente estuda Medicina no Paraguai e retornou à região após as aulas terem sido suspensas no país, como relatado pela pasta da Saúde de Venceslau. Ela está em isolamento domiciliar.

Por lá, o prefeito Jorge Duran Gonçalez (PSD) assinou, ainda ontem, o decreto que declara situação de emergência em Venceslau, em função da pandemia do novo vírus. Segundo o texto, o motivo é “a necessidade de ações de prevenção para evitar a ocorrência de transmissão e óbitos por infecção humana pelo novo coronavírus”.

Já em Ouro Verde, o primeiro caso investigado envolve uma mulher de 50 anos, conforme informado pela Secretaria Municipal de Saúde. No histórico da paciente, ainda conforme a administração municipal, consta que ela estava em Dracena há mais ou menos 10 dias, local que também já possui incidências suspeitas, e dois dias depois começou apresentar sintomas gripais. Além dela, toda a família está em isolamento social e acompanhamento médico.

E junto a eles, como já informado por este diário, tem um possível registro em Panorama, Presidente Epitácio e Sandovalina, e dois em Dracena.

ENFRENTAMENTO

DA DOENÇA

Em uma das ações tomadas a fim de promover o enfrentamento da doença, ontem houve uma reunião com os prefeitos e secretários das cidades da região que compõem o Cinasp (Consórcio Intermunicipal de Saúde da Nova Alta Paulista): membros das prefeituras de Dracena, Irapuru, Junqueirópolis, Monte Castelo, Nova Guataporanga, Ouro Verde, Paulicéia, Panorama, Santa Mercedes, São João do Pau D’alho, Tupi Paulista e Flora Rica. Ficou acertado que Dracena irá disponibilizar um espaço exclusivo para possíveis infectados, para dar o apoio necessário para as santas casas da região. Além disso, serão adaptados novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Também estão proibidos eventos com mais de 50 pessoas juntas.