OUTROS PAÍSES

Rede municipal conta com 44 alunos de fora

De acordo com a Seduc (Secretaria Municipal de Educação), o processo de adaptação é realizado através das ações pedagógicas proporcionadas na rotina escolar

  • 01/09/2019 04:22
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação

A rede municipal de ensino de Presidente Prudente, hoje, conta com 19.121 alunos matriculados, sendo que 44 deles são oriundos de outros países. De acordo com a Seduc (Secretaria Municipal de Educação), o processo de adaptação é realizado através das ações pedagógicas proporcionadas na rotina escolar, considerando os princípios da pasta, que são voltados às perspectivas de educação inclusiva.

Com base nisso, a Seduc envia às unidades de ensino um documento com orientações sobre esse processo de adaptação tanto aos profissionais quanto aos alunos, que possuem papel fundamental na aprendizagem. Vale lembrar, no entanto, que algumas leis e acordos garantem o direito das crianças estrangeiras à educação no Brasil, bem como a LDB (Lei de Diretrizes e Bases).

Para a Seduc, com isso, entre os principais desafios encontrados pelas crianças está a interação, já que elas podem se sentir inibidas em um ambiente diferente, com pessoas, com costumes e cultura até então desconhecidos. “O desafio aos profissionais é garantir, ao mesmo tempo, a aprendizagem e a inserção social dessas crianças”. Ainda sobre o papel dos profissionais, a pasta lembra que em casos de preconceito, é necessário mostrar a situação aos colegas de classe e colocar em conversa o ocorrido.

O processo pode ser melhor aproveitado, conforme a Seduc, com a inserção dos familiares no processo de aprendizagem, já que a parceria e o diálogo entre escola e família são “extremamente importantes e necessários” para que os alunos se sintam seguros e acolhidos. “Verificar se tem algum membro da família que fala o português também pode ser uma maneira de ajudar a estabelecer vínculos”.