Fiscalização Radares são desligados em vias de Prudente

 12/09/2017  - GABRIEL BUOSI - Da Redação

A A A

Os radares que fiscalizaram por dois anos as principais avenidas de Presidente Prudente foram deligados na madrugada de ontem, por causa da não renovação do contrato com a empresa que prestou os serviços de monitoramento. Segundo informações da Secom (Secretaria de Comunicação Municipal), os aparelhos foram desligados à meia-noite, por determinação do prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB), que tem a intenção de reformular o sistema de monitoramento por radares na cidade, ao incluir novos locais como a Rodovia Comendador Alberto Bonfiglioli.

Uma nova empresa será contratada, mediante licitação, para oferecer os serviços à cidade, mas, segundo a Prefeitura, não é possível informar quando o edital será lançado, uma vez que ainda está em processo de elaboração. A comissão responsável pelos estudos técnicos para acompanhar o edital, nomeada pelo prefeito na semana passada, iniciou ontem os trabalhos que vão resultar na escolha da licitação.

O presidente da Politrans Tecnologia e Sistemas Eireli, de São Paulo, Eduardo Alvarez Conradt, 49 anos, empresa que prestou o serviço de monitoramento até domingo, diz que precisou vir pessoalmente até Prudente, na manhã de ontem, para conversar com gestores da administração municipal e resolver a situação dos radares.

Eduardo afirma que os aparelhos serão retirados ainda nesta semana, se o processo de desligamento sair conforme o planejado, e que a empresa vai participar da nova licitação divulgada pela Prefeitura. “Pelo que vi, o processo licitatório está em fase inicial e isso demora cerca de seis meses. Até lá, a cidade vai ficar sem controle de velocidade”.

O representante da empresa comenta ainda que a Prefeitura não aceitou a proposta de prorrogar o contrato e que não entende o motivo de uma licitação “idêntica” a que esteve em vigor até o vencimento do contrato. “Vamos participar do processo de escolha e seremos a principal fiscalizadora de toda a licitação”, ressalta o presidente da Politrans.

 

“O processo licitatório está em fase inicial e isso demora cerca de seis meses. Até lá, a cidade vai ficar sem controle de velocidade”

Eduardo Alvarez Conradt,

presidente da Politrans

 

Conscientização

Como divulgado pela Prefeitura, a Semav (Secretaria Municipal de Assuntos Viários e Cooperação em Segurança Pública) vai realizar, a partir do dia 17, uma campanha de conscientização sobre o tema segurança no trânsito. O objetivo da ação, que tem como slogan “Minha escolha faz a diferença no trânsito”, é divulgar informações sobre os procedimentos seguros no trânsito, o que inclui o respeito aos limites de velocidade nas vias pública. Serão feitas palestras, panfletagens e blitz.

 

SAIBA MAIS

Segundo informações divulgadas pela Secom (Secretaria de Comunicação Municipal), a fiscalização de velocidade por meio dos radares auxiliou na redução do número de mortes no trânsito em Presidente Prudente. Conforme a Secretaria, a queda foi de 58,9%, uma vez que em 2015 foram registradas 55 mortes no trânsito e em 2016 o número caiu para 23.

Comentário