Inflação

Quilo da batata está 52,8% mais caro em Prudente

ROBERTO KAWASAKI - Da Redação • 08/06/2018 10:15:26

Preço médio da batata passou de R$ 2,50 para R$ 3,82. Foto: Marcio Oliveira

O consumidor de Presidente Prudente está pagando mais caro na compra de uma cesta básica nos supermercados da cidade. De acordo com o 11º IPT (Índice de Preços Toledo), divulgado ontem pela Empresa Júnior da Toledo Centro Universitário, em comparação à pesquisa divulgada em maio, o grupo dos alimentos apresentou uma inflação de 8,75% e, entre os destaques está o quilo da batata, que era encontrado a R$ 2,50 e hoje é comprado a um valor médio de R$ 3,82, o que mostra inflação de 52,80%. Na mesma tendência, o tomate (kg), teve alta de 36,94%, uma vez que era encontrado a R$ 4,71 e passou a R$ 6,46.

Realizada na terça-feira, a pesquisa avaliou os valores dos produtos de seis supermercados da cidade. O grupo de produtos de higiene pessoal também apresentou aumento nos preços e a inflação foi de 7,48%, com destaque para o papel higiênico (4 unidades de 30 metros – folha simples), com acréscimo de 46,48% - antes encontrado a R$ 2,84 e hoje a R$ 4,16. O absorvente aderente (8 unidades) também se destacou, com alta de 17,98% . O consumidor poderia comprar o produto a R$ 2,94 e na pesquisa recente a R$ 3,47.

Na contramão da inflação, o grupo de artigos de limpeza apresentou deflação de 2,95%. O consumidor que pagava R$ 2,64 na água sanitária (1litro), atualmente paga R$ 2,12, o que representa queda de 19,88% no valor. Na mesma tendência, o desinfetante (tipo pinho – 500 ml) teve redução de 12,01% - antes comprado no valor médio de R$ 3,77 e hoje a R$ 3,32.

De acordo com o balanço, foi constatada inflação de 7,62% nos preços dos produtos pesquisados, em comparação com o balanço anterior. Desta forma, o consumidor que gastava R$ 548,15 para a compra da cesta básica do IPT, gasta hoje, em média, R$ 589,93.

É comum encontrar nos supermercados promoções nos valores dos produtos pesquisando, bem como variedades e disponibilidade das mercadorias nos estabelecimentos comerciais. Conforme o levantamento divulgado, alguns produtos apresentaram considerável diferença de preços como o alho (kg), que apresentou valores entre R$ 6,80 e R$ 39,99. Isso significa que houve uma diferença de até 488,09%. Já o frango resfriado também entrou nesta linha, com variação entre R$ 3,49 e R$ 6,98, que resulta em uma diferença de 100% no valor.

 

Economia

Aos consumidores que buscam economia na compra de produtos básicos nos supermercados, é preciso ficar atento às pesquisas de preços antes de dar início à compra do mês. De acordo com o levantamento do IPT, a concorrência entre os estabelecimentos permite que o cliente economize até 77% do valor gasto, pois se ele comprasse uma unidade de cada produto pelo maior preço gastaria R$ 302,80. Por outro lado, se a compra fosse feita pelo menor preço de cada produto, o total de gasto serie R$ 170,66. Isso aponta que a economia é possível, como demonstra neste exemplo o valor de R$ 132,14.

Conforme o documento divulgado, o 11º IPT teve a participação dos alunos Giovanna Casteião, Higor Henrike Salu da Silva Barberato, Juliana Fernandes e Victória Trevizan. Os trabalhos foram orientados pela professora Fernanda de Lima Bagli e pelo economista Walter Dallari.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste