Reprodução/ Rodrigo Castelhano - Quarto Branco foi idealizado pelo Ibiza Lounge Bar, de sexta à noite a domingo à noite

Foto: Reprodução/ Rodrigo Castelhano - Quarto Branco foi idealizado pelo Ibiza Lounge Bar, de sexta à noite a domingo à noite

SUCESSO

Quarto Branco pode ganhar 2ª edição em Prudente

Prêmio de R$ 2 mil foi dividido entre 11 “guerreiros” no domingo, quando competição chegou ao fim

  • 17/03/2020 06:05
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação

O Quarto Branco do Ibiza Lounge Bar, em Presidente Prudente, movimentou as redes sociais no fim de semana, além de atrair inúmeras pessoas para acompanhar, de perto e, ao vivo, a realização de uma espécie de reality show. A iniciativa premiaria em até R$ 2 mil o participante que ficasse da sexta-feira à noite até o domingo à noite, mediamente cumprimento de algumas regras, como não poder dormir ou sentar no chão, sendo que o prêmio poderia ser dividido, caso mais de uma pessoa chegasse à final. E foi justamente isso que ocorreu, já que 11 “guerreiros” aguentaram as horas sem sono e levaram para casa a divisão do primeiro lugar.

De acordo com o proprietário do bar, João Augusto de Souza, conhecido por Guto, a iniciativa superou todas as expectativas e um reflexo disso foi a movimentação nas redes sociais: 320 mil pessoas passaram pelo Instagram do Ibiza desde que a ação foi lançada, até a noite de domingo. “Tivemos uma interação com o público muito interessante e fomos procurados, inclusive, por sites nacionais e que acharam interessante os nosso evento”. A ideia deu tão certo, que uma nova edição já é pensada por Guto, inclusive com a possibilidade de contar com mais dias e um prêmio ainda maior.

Na corrida pelo título de primeiro lugar, o estudante de 25 anos, Vinícius Meneguetti, foi um dos participantes que conseguiu aguentar até o fim. Ele aponta que soube por meio das redes sociais da existência do Quarto Branco, e comenta que a vontade de participar surgiu quando percebeu que haveria uma espécie de reality show em sua cidade. “Eu sempre gostei muito de enfrentar desafios, de participar de competições, fazer coisas consideradas absurdas pra muitos, e me chamou muito a atenção o fato de ter um mini reality acontecendo em Prudente”. Ele aponta, inclusive, que sempre quis participar do “BBB” (“Big Brother Brasil”), que originou a ideia do Quarto Branco.

“ERA UM SUSTENTANDO O OUTRO PRA CHEGAR ATÉ O FINAL DO JOGO. O PRÊMIO JÁ NÃO IMPORTAVA MAIS, MAS A VONTADE DE PODER DIZER: EU CONSEGUI”

Vinícius Meneguetti

O estudante ressalta que viu nesta uma oportunidade de testar os seus limites e levar um pouco do “jeitinho besta de ser” para o jogo. “E outra, eu tinha a chance de ganhar R$ 2 mil sem ter que fazer nada, a não ser irritar as pessoas que estavam confinadas comigo. O paraíso na Terra”, comenta em tom de brincadeira.

PRÓS E OS CONTRAS

DO QUARTO BRANCO

Vinícius afirma que o maior desafio foi enfrentar o tédio. Isso porque, no começo do jogo todos estavam bastante ansiosos, falando sobre tudo, e nem vendo a hora passar. Ocorre que depois disso, a única coisa que tinha pra fazer era ficar em pé olhando pelas paredes de vidro do quarto. “Eu sou uma pessoa muito elétrica e que não sabe ficar quieto, então eu sentia cada segundo passar”.

 Já sobre as partes boas, ele comenta sobre os laços criados com os amigos de confinamento, que compartilhavam de uma mesma característica: a determinação. “Era um sustentando o outro pra chegar até o final do jogo. O prêmio já não importava mais, mas a vontade de poder dizer: eu consegui”.