ALÉM DO LAZER

Prudentinos conquistam Copa Estadual de Truco

Luís Carlos e Alexandre Daniel asseguraram o título em Piracicaba, no começo do mês

Cedidas/Luís Carlos Lemes - Além do troféu, prudentinos asseguraram um prêmio de R$ 13 mil Cedidas/Luís Carlos Lemes - Além do troféu, prudentinos asseguraram um prêmio de R$ 13 mil

Além de partidas em praças ou em bares com os amigos, o truco também pode ser um jogo digno de campeonatos profissionais. Os prudentinos Luís Carlos Lemes, 52 anos, e Alexandre Aparecido de Souza Daniel, 37 anos, sabem bem o que é isso, pois acabaram de se sagrar campeões pela primeira vez da Copa Estadual de Truco, realizada em Piracicaba em 8 de dezembro. Disputando o título entre as 32 melhores duplas do Estado de São Paulo, os prudentinos se deram bem e, além do troféu, asseguraram um prêmio de R$ 13 mil. 
Em disputas contra cinco duplas, em modelo de caráter eliminatório, Luís e Alexandre jogaram 11 partidas, das quais em dez se saíram vitoriosos. “As partidas tiveram um ótimo nível de desempenho e havia uma ótima organização, com juízes em casa mesa, para evitar as fraudes. Com isso tudo, conseguimos ir em frente para sairmos vencedores”, comenta Luís. Chegar a participar de um campeonato que reúne as melhores duplas do Estado de São Paulo é gratificante para jogador, que já possui um bicampeonato brasileiro de truco. No entanto, ele diz que melhor ainda é vencer. “É uma emoção muito grande, pois tem muitas duplas ótimas, e quando a gente se destaca entre elas é muito satisfatório”, reconhece. 
Para Alexandre o torneio foi bem difícil, devido ao nível profissional das duplas. “O evento reuniu vários campeões, com um grande nível de experiência, por isso tivemos que usar de estratégias próprias na nossa região para podermos se sobressair sobre os adversários”. Esse é o maior título que o jogador já ganhou, por isso a conquista se tornou mais especial. “Há oito anos participo de campeonatos de truco, mas esse é o que mais marcou a minha carreira, devido à proporção de reconhecimento que ele trás”, relata. 

Valorização
Mais que uma simples brincadeira, o truco é considerado o melhor jogo de baralho para Luís. “Se trata de um jogo muito inteligente, que apesar de precisar de um pouco sorte, também envolve muita estratégia para os blefes e jogadas, sendo necessário até uma habilidade para interpretar o semblante do adversário”, explica. E é por isso que a dupla resolveu levar o truco além das partidas de lazer entre amigos. “Participar destes campeonatos é uma forma de valorizar ainda mais esse jogo, que envolve muita adrenalina e estratégia.”, conta Luís. 
Jogador há 28 anos, Alexandre se interessou pelo truco quando ainda era criança em companhia da família, que todo domingo se reunia para jogar. “O truco é um esporte da mente, pois utiliza muito raciocínio, por isso estimula nosso cérebro na concentração e no planejamento estratégico”. Além disso, o jogador fala que gosta de participar de torneios como este, pois tem a oportunidade de fazer várias amizades. “Em cada cidade que a gente vai jogar, podemos conhecer novas pessoas e novas culturas, até mesmo de todo o Brasil, proporcionando uma interação incrível”, expõe.