Divulgação - Ator João Meira com as diretoras Regina Miranda e Livia Sá 

Foto: Divulgação - Ator João Meira com as diretoras Regina Miranda e Livia Sá 

Prudentino integra produção de filme

“Vislumbres – Clarice e Maria” estreou com exibição única no Festival "Ocupação Sala 4", no RJ

  • 17/03/2020 06:40
  • DA REDAÇÃO

O ator e produtor prudentino, João Meira, é um dos integrantes da equipe de produção do filme “Vislumbres - Clarice e Maria”. O curta-metragem foi rodado em Nova York, cidade onde João reside desde 2014 e tem realizado trabalhos de grande repercussão e sucesso, como produtor, ator e assistente de direção, tanto no cinema quanto no teatro. Dentre eles, a peça “Inside The Wild Heart” dirigida pela renomada diretora e coreógrafa Regina Miranda, que também dirige este curta-metragem.

Além de trabalhar como assistente de direção e produção de figurino, João assina a produção executiva do filme, juntamente com Regina Miranda e Cavi Borges. A parceria e o trabalho de equipe já rendem excelentes frutos e teve sua estreia no último dia 4, em um Festival de Cinema, na “Ocupação Sala 4”, Estação Net Botafogo, no Rio de Janeiro.

O filme traz um olhar retrospectivo sobre instantes da amizade entre duas jovens escritoras: Maria Telles Ribeiro, cuja obra somente foi publicada mais no o fim de sua vida; e Clarice Lispector, que se tornou um dos maiores nomes da literatura brasileira. A partir dos poemas de Maria, com breves citações da obra de Clarice, percebemos a delicada relação entre ambas, ganhamos intimidade com seus desejos e temores e vemos emergir as questões que irão nortear a vida e a literatura de ambas.

A ideia de produzir o filme surgiu em abril de 2019, com o objetivo de homenagear e lembrar essas duas escritoras, que eram grandes amigas e as quais Regina Miranda conheceu de perto e, também, estabeleceu laços de amizade. Dos bastidores, até a exibição do filme, contaram com um clima de comemoração, já que, em 2020, Clarice faria 100 anos.

“A Regina conheceu tanto Clarice quanto a Maria Telles Ribeiro. As três tinham uma amizade de muito carinho. Então Regina decidiu prestar uma homenagem a esta amizade com este curta-metragem, que relata a ligação entre as duas escritoras, por meio de suas obras literárias. Ainda no processo de elaboração do filme, lembramos que 2020 é o ano de comemoração do centenário de Clarice. Isso serviu como uma motivação a mais para concretizar este trabalho e lançá-lo neste ano”, relatou João Meira.

João ressalta, ainda, que, como profissional, fica muito feliz e empenhado em fazer parte de um trabalho que, além de falar de grandes mulheres, conta com uma equipe quase que inteiramente formada por mulheres.

“Eu, João, como produtor e artista, fico muito feliz e empenhado em trabalhar em um filme que traz, como temática, a vida de grandes mulheres e de contar com uma equipe 80% formada por grandes mulheres, que são profissionais incríveis é um espaço de sororidade muito grande, de muito aprendizado”, contou ele. O filme também está sendo sondado por equipes de outros festivais, inclusive nos Estados Unidos.