Comprimido

Prudente passa a oferecer novo método de prevenção ao HIV

A princípio, rede municipal de saúde beneficiará 30 pessoas de grupos prioritários, por meio de triagens

THIAGO MORELLO - Da Redação • 06/11/2018 04:43:00

Medicamento é indicado aos grupos com maior incidência da patologia. Foto: Marcio Oliveira

A PrEP (Profilaxia Pré-Exposição ao HIV) é um novo método de prevenção à infecção pelo HIV, que consiste na ingestão diária de um comprimido o qual impede que o vírus causador da aids infecte o organismo, antes de a pessoa ter contato com o mesmo. Desde ontem, a rede municipal de saúde de Presidente Prudente iniciou o tratamento de forma inédita. A princípio, a nova forma de medicação deve beneficiar 30 pessoas.

O número, de acordo com o coordenador do Programa DST/Aids, Jefferson Saviolo, é referente ao efetivo para qual o município está preparado para atender o público. Caso haja uma necessidade de ampliar, mais medicamentos serão solicitados.

Mas, para isso ocorrer, primeiro serão feitas as triagens. Jefferson explica à reportagem, inicialmente, que não são todos que podem se beneficiar do tratamento. “A PrEP é um segmento específico para os grupos prioritários, que possuem uma taxa de incidência cada vez maior”, expõe. E, conforme o coordenador e o próprio Ministério da Saúde informam, trata-se dos gays, HSH (homens que fazem sexo com homens), pessoas trans e trabalhadores(as) do sexo.

Uma vez parte destes grupos, o usuário deverá procurar o serviço municipal, que em Prudente é oferecido pelo CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento). Por lá, Jefferson explica que ele passará por uma equipe profissional, “vai fazer exames e, em seguida, ser consultado por um infectologista, que prescreverá ou não o medicamento para ele”. Sendo incluso no tratamento, o paciente terá acompanhamento mensal.

O que é válido reafirmar é que a PrEp previne exclusivamente o contato do paciente com o vírus HIV, sendo assim, caso o usuário inicie o tratamento e banalize outras formas de prevenção, como o uso da camisinha, o risco de contrair outras DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), como a sífilis e a gonorreia, ainda existe. Aliás, o coordenador do programa ressalta que essa é a principal preocupação, ainda mais com as duas patologias exemplificadas, uma vez que “tem registrado alta no número de casos no município”.

Histórico

Como noticiado por O Imparcial, entre janeiro e agosto deste ano, Presidente Prudente contabilizou 64 casos de aids e 117 de sífilis. O número foi superior ao mesmo período de 2017, com um aumento percentual de 45,45% e 32,95% respectivamente. Nos casos da aids, o público masculino obteve um acréscimo de 65,63%, já no público feminino foi apresentada uma queda de 8,33% nos registros. Nas ocorrências de sífilis, o percentual masculino aumentou em 18,03%, e no feminino, 66,67%.

SAIBA MAIS

A PrEP é a combinação de dois medicamentos (tenofovir + entricitabina) que bloqueiam alguns “caminhos” que o HIV usa para infectar o organismo. Se a PrEP for tomada diariamente, a medicação pode impedir que o HIV se estabeleça e se espalhe no corpo. Mas, atenção, o tratamento só tem efeito se os comprimidos forem tomados todos os dias. Caso contrário, pode não haver concentração suficiente do medicamento na corrente sanguínea para bloquear o vírus. Os efeitos começam a valer após sete dias de uso para relação anal e 20 dias para relação vaginal.

Fonte: Ministério da Saúde

SERVIÇO

O Ambulatório Municipal do Centro de Testagem e Aconselhamento fica na Avenida Coronel José Soares Marcondes, 2357. Mais informações pelo 3221-1366.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste