PRUDENTE ENCERRA COMPETIÇÃO EM SEGUNDO LUGAR

esporte

| GABRIEL BUOSI - Da Redação

Encerrou no domingo, em Adamantina, a 22ª edição do Jori (Jogos Regionais do Idoso) de 2018. A competição abrigou 60 municípios no total, sendo 37 pertencentes à região, e teve como primeira colocada a cidade de Assis. A delegação da Semepp (Secretária de Esportes de Presidente Prudente), no entanto, fechou a competição em segundo lugar na pontuação geral e ficou para trás por cinco pontos. Dentre as modalidades que se destacaram à Semepp neste ano, conforme o chefe da delegação de Prudente, Edvaldo Benedito de Brito, Dito, estão o vôlei feminino “A” e as categorias de tênis de mesa.

Ao todo, Adamantina contou com 2.081 pessoas envolvidas, entre atletas, integrantes de comissões técnicas e equipes de apoio. Dos 2.047 inscritos, 1.826 estiveram presentes, além dos 39 participantes da comissão técnica, 96 da arbitragem, e 120 da comissão organizadora. Presidente Prudente, por exemplo, levou uma delegação com 140 participantes e dez técnicos que representaram o município em todas as modalidades da competição.

No top cinco das cidades melhores classificadas está Assis, com total de 152 pontos, Prudente, com 147, Ourinhos, 93 pontos, Dracena, com 70 pontos, e Tupã, 50 pontos. Os idosos disputaram medalhas nas modalidades: atletismo, bocha, buraco, coreografia, dança de salão, damas, xadrez, dominó, malha, natação, tênis, tênis de mesa, truco e vôlei adaptado. Algumas delas são divididas nas categorias masculina e feminina, por faixa etária e também em A e B.

 

Segundo lugar

A delegação de Presidente Prudente, mesmo atrás de Assis no ranking, teve boas pontuações e ficou em primeiro lugar em oito das 14 modalidades. São elas: Atletismo feminino, dança de salão “B”, natação masculina, voleibol feminino “A”, voleibol feminino “B”, tênis masculino “A” dupla, tênis de mesa masculino “B” e tênis de mesa feminino “A”.

Para Dito, o período competitivo foi proveito, todos os idosos mostraram bom desempenho e os melhores colocados estão aptos às finais estaduais. “Nossa delegação é muito boa, o que ocorreu foi que tivemos um adversário muito bom, com mais atletas, organizado e muito bem preparado”, esclarece. O chefe dá destaque à categoria “Vôlei feminino ‘A’”, que há oito anos se destaca e sai na frente no placar, e ressalta que toda a equipe encerrou a competição com a sensação de dever cumprido.

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste