Programa de pós em Fisioterapia

  • 22/09/2019 04:23
  • Fábio Mícolis de Azevedo

O PPG-FT (Programa de Pós-graduação em Fisioterapia) da FCT-Unesp (Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista), Campus de Presidente Prudente, Área de Concentração "Avaliação e Intervenção em Fisioterapia", foi aprovado pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) em 25 de julho de 2007 com conceito 3 e reconhecido pelo Ministério da Educação pela portaria 87 de 17 de janeiro de 2008. As atividades acadêmicas foram iniciadas em 11 de fevereiro de 2008. Atualmente, o PPG-FT oferece o curso de mestrado e o curso de doutorado em fisioterapia.

Desde a sua criação, os objetivos gerais do programa são: a formação de recursos humanos altamente especializados para a docência em nível superior e para a pesquisa científica na área de concentração, com suas duas linhas de pesquisa nas quais os docentes do programa estão alocados: i) Avaliação e Intervenção em Fisioterapia nos sistemas cardiovascular, endócrino e respiratório; ii) Avaliação e Intervenção em Fisioterapia no sistema Neuro-músculo esquelético.

Nos seus 11 anos de funcionamento, o PPG-FT avançou do conceito 3, em 2008, para o conceito 5 em 2017. Para efeitos comparativos, os programas de pós-graduação no Brasil são avaliados quadrienalmente podendo receber conceitos de 1 até 7. Considera-se que programas de excelência são aqueles que têm conceito entre 5 e 7. No país, atualmente, estão em funcionamento 24 programas de pós-graduação em Fisioterapia. Destes, cinco tem conceito 5, um conceito 6 (UFMG) e um conceito 7 (UFSCar). Neste contexto, podemos afirmar que a Unesp de Presidente Prudente oferece à comunidade um programa de pós-graduação em Fisioterapia de excelência.

O PPG-FT conta com 15 docentes permanentes e três docentes colaboradores os quais participaram da formação de 170 mestres (2008-2018) e quatro doutores (2015-2019). Neste ano, o PPG-FT tem regularmente matriculados 39 alunos de mestrado e 25 alunos de doutorado. Alunos estes de diversas regiões do Estado de São Paulo e de outros Estados do Brasil. Também, nossos alunos têm à sua disposição, para desenvolverem suas pesquisas, 13 laboratórios equipados com instrumentos modernos e altamente especializados.

Toda esta estrutura é fundamentalmente financiada por agências de fomento à pesquisa na esfera estadual (Fapesp) e federal (Capes e CNPq). O financiamento de projetos de pesquisa e bolsas de pesquisa para os alunos é exclusivamente feito com base no mérito das propostas apresentadas pelos docentes. Neste contexto, nos últimos dois anos o PPG-FT captou aproximadamente R$ 1.000.000,00 para o financiamento de projetos de pesquisa, 13 bolsas de mestrado, seis bolsas de doutorado e seis bolsas para estágio de pesquisa no exterior.

Como resultado, além da formação de mestres e doutores, o PPG-FT publicou 414 artigos científicos (2015-2018). Destes, 36% foram publicados em parceria com pesquisadores internacionais, sendo nossos principais centros de colaboração a Universidade de Sydney – Austrália, Universidade La Trobe – Austrália, Universidade Oxford Brookes – Reino Unido e a Universidade do Porto – Portugal. Outro fato relevante que merece destaque é que em 2017 o impacto dos artigos publicados pelo PPG-FT superou a média mundial na área. Atualmente o impacto dos artigos científicos publicados pelo nosso programa supera em 30% a média mundial na área da fisioterapia. Fatos que refletem e evidenciam a excelência de nosso programa.

Vários são os desafios futuros para manter o nível de excelência de nosso programa. Porém, temos o foco no propósito de nosso trabalho que é devolver para a sociedade o investimento financeiro e a confiança de que a FCT-Unesp produz conhecimento de alta qualidade e recursos humanos altamente especializados na área da fisioterapia.

 

 

 

 

ÚLTIMAS DO AUTOR