Negativo recebeu o “Troféu Magic Paula”, das mãos da própria Paula

Foto: Negativo recebeu o “Troféu Magic Paula”, das mãos da própria Paula

UM VENCEDOR!

Professor Negativo revela talentos para o basquetebol

  • 26/01/2020 07:08
  • DA REDAÇÃO

José Alves da Silva Junior, conhecido “Professor Negativo”, 54 anos de idade, principal treinador de Basquetebol da cidade, expressou sua felicidade em saber o destino profissional de ex-atletas formados em sua base. Quase um time inteiro jogando fora. Citou: Maicon Douglas e Luan Leite no Pinheiros; Adler Ribeiro, no LSB de Sorocaba; Lucas Lopes, no Paulistano, Gilberto Silva, no KD de Pindamonhangaba; Pedro Macedo, em Maringá. Lucas Alves, Lucas Tomé, Paulo Segatto e João Vitor Sena em Cravinhos.
Casado com Rosângela Aparecida, pai de dois filhos, Maria Clara e Lucas Alves, que atualmente joga basquete pelo time de Cravinhos , Negativo é professor  municipal de Presidente Prudente desde meados de 1987. Tornou-se técnico de basquete a partir de 1995, treinando categorias de base mirim, assumindo depois o comando de outras categorias como juvenil e infantil, na qual chegou a disputar federação e conquistar o 3º lugar entre todos os times do estado, até que em 2000 assumiu a equipe de basquete adulta da cidade, na disputa de jogos regionais e abertos.
Além do time adulto, nesse período o técnico continuou disputando campeonatos menores com as categorias de base, conquistando também diversos títulos como a Liga de Rio Preto (LIBASK).
Em 2005, a equipe adulta em seu comando começou a disputar federação da 2ª divisão. Em 2007, o time conseguiu se tornar campeã da divisão, em uma disputa com o time XV de Piracicaba, repetindo o feito em 2008, se consagrando como bicampeã da 2ª divisão. Nos dois anos, o elenco conseguiu acesso para a divisão especial, porém não conseguiu participar por falta de recursos, e então a equipe acabou se desfazendo.


Ainda em 2007, Negativo conquistou o titulo de melhor técnico da série A2, recebendo o troféu “Oswaldo Caviglia”.


Em meados de 2010, o técnico levou o time da base para disputar outra liga, a de Bauru (LBC), voltando a conquistar diversos títulos com essa categoria (sub-15). Em 2015, com este mesmo time, se consagrou como vice-campeão do interior, conquistando acesso para disputar o quadrangular final de todo Estado, se tornando o 3º maior time do Estado ao final do campeonato.
Pela bela campanha do ano anterior, o time mostrou capacidade de disputar o Campeonato Paulista em 2016, agora pela categoria sub-16, na qual se consagrou campeão paulista, disputando as finais contra Franca, Pinheiros e Paulistano. Neste mesmo ano, foi escolhido como melhor técnico do campeonato da categoria sub-16 , recebendo o Troféu Magic Paula, entregue pela ex-jogadora.
Ainda no ano de 2015, assumiu o time de basquete universitário da Unesp, pelo qual venceu o Campeonato Paulista Universitário, o que concedeu ao time a oportunidade de disputar o Campeonato Brasileiro Universitário.


Adler: armador, 1,80m, hoje joga pela Liga Sorocabana de Basquete (LSB), equipe adulta


Lucas Alves: ala-armador, 1,86m, hoje joga pelo time de Cravinhos-SP, equipe sub16


Lucas Lopes: ala-pivô, 2,02m, hoje joga pelo time Paulistano, equipe juvenil/adulto

Maicon: pivô, 2,05m, hoje joga pelo Pinheiros, equipe sub21/adulta
Luan: ala-pivô, 2,00m, hoje joga pelo Pinheiros, equipe juvenil sub21/adulta