José Reis - Peixaria em Prudente ficou movimentada de consumidores na tarde de ontem

Foto: José Reis - Peixaria em Prudente ficou movimentada de consumidores na tarde de ontem

SEXTA SANTA

Procura por pescado é tradição nesta semana

  • 19/04/2019 06:00
  • GABRIEL BUOSI - Da Reportagem Local

A Semana Santa, mais especificamente o dia que antecede a Sexta-feira Santa, é um marco para a procura de pescados e frutos do mar em todo o país, e não poderia ser diferente em Presidente Prudente. Na tarde de ontem, por exemplo, a reportagem encontrou munícipes que, como bons brasileiros, deixaram a busca pelos produtos para a última hora, de forma que todos os entrevistados devem inserir o peixe nas refeições de hoje, em uma tradição que marca o momento em que a carne vermelha é deixada de lado, ato importante aos religiosos.

O advogado de 30 anos, Rafael de Almeida, por exemplo, esteve no Navio Peixaria e Rotisseria na tarde de ontem, quando analisava peixes para complementar aqueles já comprados ao longo da semana. “Na verdade consumimos essa carne mais leve durante todo o ano e na Semana Santa, como cristão, não seria diferente. Escolhemos o pintado e o filé de tilápia e viemos hoje para complementar, já que a família que vai se reunir amanhã [hoje] é grande”. A falta de espaço na geladeira foi um dos motivos para a busca em cima da hora. Em relação aos preços, ele afirma que não viu altas em relação ao ano passado e lembra que os valores agradaram.

O autônomo de 38 anos, Márcio Pereira, por sua vez, afirma que é uma tradição comer peixe nessa época do ano, não necessariamente por motivos religiosos, e esclarece que deixou para última hora, “como sempre”. “Vamos preparar na Sexta-feira Santa e escolhi a piapara para o almoço. Não temos grandes costumes, mas passamos em família”. O aposentado de 78 anos, Toshio Koketsu, por fim, esclarece que a escolha para o dia de hoje foi o tambaqui, que será assado no forno, e lembra que comer pescado na data já é uma tradição de família que ocorre há anos. “Caprichamos mais nesta semana do que ao longo de todo o ano. Eu, inclusive, prefiro o peixe a carne vermelha”, finaliza.

 A gerente comercial do Navio Peixaria e Rotisseria, Magda Siqueira, expõe que o maior movimento ontem foi durante a manhã, logo nas primeiras horas do dia, e expõe que o fluxo intenso seguiu dessa forma até após o almoço. “Percebi que 40% da população, neste ano, compraram adiantado, sendo que os outros 60% começaram a nos procurar recentemente. O movimento pode ser grande ainda amanhã [hoje], já que abriremos para atender a população”. Hoje, no entanto, ela afirma que boa parte da procura está dentro dos produtos encomendados e prontos, como o bobó de camarão, filés grelhados, casquinhas de siri e bolinhos de bacalhau. “Essa época se equipara ao Natal e ano-novo. Não tivemos alterações em preços e estamos muito satisfeitos com a movimentação”, lembra.