AI do Hospital Regional - Evento apresentou as novas tecnologias e tendências para o tratamento de HIV e hepatites

Foto: AI do Hospital Regional - Evento apresentou as novas tecnologias e tendências para o tratamento de HIV e hepatites

PROGRAMA DST/AIDS

Prevalência de hepatite C chega a 1,6 mil casos em Prudente

Do número total, 458 foram notificados; logo, 1.142 pacientes não estão com o estado sorológico identificado, ou seja, não sabem que portam a doença

  • 21/09/2019 05:18
  • WEVERSON NASCIMENTO - Da Redação

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Programa DST/Aids promoveu ontem, no HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo, em Presidente Prudente, o 3º Encontro de Hepatites Virais e HIV, que teve o objetivo de apresentar aos profissionais de saúde as novas tecnologias e tendências para o tratamento de HIV e hepatites, visando a melhoria da qualidade de vida dos pacientes. De acordo com o coordenador do DST/Aids, Jefferson Saviolo, em Presidente Prudente, hoje, a taxa de prevalência de portadores de hepatite C chega a 1,6 mil casos, dos quais 458 foram notificados. Logo, 1.142 pacientes não estão com o estado sorológico identificado, ou seja, não sabem que têm a doença. Os dados levam em conta os pacientes que, por ventura, tenham passado por alguma unidade de saúde em que realizou o teste.

Uma das discussões feitas no evento foi a ampliação da testagem de hepatite C nas unidades de saúde, principalmente em grupos prioritários, ou seja, pacientes acima de 40 anos que não tenham realizado nenhum tipo de teste. “Possivelmente ele pode ser um portador que não está sendo testado. Então, estamos divulgando e ampliando esse procedimento para diagnosticar precocemente esse paciente”, explica Jefferson.

Palestras

Na programação, estava prevista palestra com o médico infectologista Alexandre Martins Portelinha Filho, sobre estratégias para eliminação da hepatite C. Em seguida, o diagnóstico e tratamento da sífilis foi abordado pelo também infectologista José Wilson Zangirolami, seguido de simpósio GSK/ViiV, pelo médico Jucival Fernandes.

Após o café, o infectologista Paulo Mesquita ministrou “HIV e HBV [hepatite do tipo B] na gestação” e o médico Hamilton Bonilha, falou sobre “Comorbidades no tratamento do HIV”. Por fim, Fernando Ruiz falou sobre “HCV [hepatite do tipo C], diagnóstico e tratamento”. O evento foi realizado em parceria com o HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo e o Centro de Estudos A.M. Portelinha Filho.