Presa, Presidente da Câmara é encaminhada para Dracena

Região

| ANDRÉ ESTEVES - Da Redação

Após ser presa na tarde de sexta-feira por envolvimento em um esquema de corrupção, a presidente da Câmara Municipal de Sandovalina, Jaqueline Aguera Sanfelix (PSDB), foi encaminhada para a Cadeia Pública de Dracena, conforme a Polícia Civil. Além dela, também foi detido o assessor da casa de leis, Osvaldo Amorim da Silva, que foi conduzido para Venceslau. Eles são acusados de participarem do desvio de cerca de R$ 200 mil dos cofres do Legislativo. As prisões são resultado da segunda fase da Operação Tríade, deflagrada pela Polícia Civil, MPE (Ministério Público Estadual) e TCE (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) com o objetivo de apurar irregularidades de ordem financeira e contábil na Câmara.

Na quarta-feira, também haviam sido presos o ex-presidente da casa, Alan Ferreira dos Santos; a tesoureira Paula Roberta Cortez Simões; o contador Valdir Luiz Laurentino; e o ex-servidor Carlos Eduardo de Barros; no entanto, os dois últimos foram liberados após colaborarem com informações sobre o caso. Por outro lado, Paula foi remanejada para Pirapozinho, enquanto Alan seguiu para Presidente Venceslau.

A reportagem entrou em contato com o advogado de Jaqueline, Rogério Leandro Ferreira, contudo, o mesmo informou que não se manifestaria. A defesa de Osvaldo não foi localizada.

 

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste