José Reis - Assinatura da subvenção social de R$ 1.465.320 ocorreu ontem

Foto: José Reis - Assinatura da subvenção social de R$ 1.465.320 ocorreu ontem

VERBA

Prefeitura repassa R$ 1,4 mi a 20 entidades como subvenção

Assinatura de entrega ocorreu na tarde de ontem e administração pública fatiará o total de R$ 1.465.320 em 10 parcelas até o fim do ano, para o custeio e manutenção de unidades

  • 08/03/2019 07:02
  • GABRIEL BUOSI - Da Reportagem Local

Ocorreu na tarde de ontem, na Prefeitura de Presidente Prudente, a assinatura da subvenção social no valor de R$ 1.465.320, que contemplará ao longo deste ano 20 entidades assistenciais do município. Na ocasião, o prefeito Nelson Bugalho (PTB) agradeceu o trabalho realizado pelas entidades e parabenizou os representantes pela dedicação. “Vocês são os representantes do terceiro setor. O trabalho que realizam é de grande valor, pois implica em solidariedade com o sofrimento alheio e muitas vezes sacrificam a vida pessoal para ajudar o próximo”.

A secretária municipal de Assistência Social, Fabiana Macedo, falou sobre a importância do repasse, que servirá, dentre outros aspectos, para a manutenção e custeio do dia a dia de cada unidade. “É algo que eles já contam e esperam todos os anos, devido a importância que possui”, lembra.

A assinatura ocorreu no Gabinete do Paço Municipal Florivaldo Leal, na Prefeitura, e contou com a presença de membros da sociedade civil, representantes do poder Executivo e também do Legislativo, além de responsáveis por entidades de Prudente. Para a secretária de Assistência Social, a assinatura foi importante, já que se trata de um recurso que servirá para manutenção dos diversos serviços. “Esse valor de R$ 1,4 milhão será dividido entre as 20 unidades, cada uma com sua quantia específica”, salienta. O repasse será feito ao longo de 10 parcelas, até o fim do ano.

Entidades

A assistente social do Lar São Rafael, Mariane Meneguetti Serra, esteve presente, já que a unidade deve receber o repasse de R$ 63 mil. Segundo ela, o montante será utilizado para folha de pagamento dos funcionários, alimentação e produtos de limpeza, para que seja mantida a qualidade de vida dos idosos assistidos. “É um repasse que já contamos todos os anos e é muito bem-vindo. Não vemos nosso planejamento sem esse dinheiro mais, pois ele faz toda a diferença, mesmo sabendo que precisamos fragmentar para auxiliar com um pouco para cada uma das nossas necessidades”, informa.

A administradora do Lar dos Meninos, Ana Paula Fioramonte, entidade que deve receber R$ 70 mil, também esteve presente e ressaltou que repasses públicos são importantes, já que demais arrecadações, como doações, caíram significativamente pela situação econômica do país. “O dinheiro vem para que possamos manter nossa qualidade de atendimento e usamos para o custeio com encargos trabalhistas. Entendemos o momento que o município enfrenta, mas o valor não está adequado às necessidades”, finaliza. No Lar dos Meninos, as despesas com o serviço de acolhimento permite que os recursos públicos cubram 53% do valor, sendo que os 47% demais dependendo do trabalho da instituição.