Na região

Preço médio do etanol chega a R$ 0,30 de diferença

Levantamento da ANP mostra que o valor mais baixo encontrado é praticado em Adamantina; gasolina possui variação de R$ 0,21

THIAGO MORELLO - Da Redação • 07/03/2018 09:30:58

Foto: José Reis, Valor médio do etanol nas bombas varia de R$ 2,655 a R$ 2,957 em 4 municípios da região

Um levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo) mostrou que o preço médio praticado no etanol em cidades da região pode ter diferença de até R$ 0,30 de um local para o outro. A agência analisou, entre 26 e 28 de fevereiro, quatro municípios do entorno, sendo eles: Adamantina, Dracena, Presidente Prudente e Presidente Venceslau. Os valores podem ir de R$ 2,655 a R$ 2,957. Levando em conta a tarifa da gasolina, apesar de ser menor, a variação também foi encontrada e chega a R$ 0,21. Para quem é o destino final nessa rota do combustível, isto é, o consumidor, a dessemelhança desagrada, pelo fato de destoar tanto.

De acordo com os dados da ANP, o valor médio mais baixo apresentado sobre o etanol é praticado em Adamantina e o mais caro é em Venceslau. Dos quatros municípios analisados, Prudente tem a segunda melhor tarifa média, com R$ 2,869, mas, ainda assim, R$ 0,21 maior que o primeiro. Para quem reside aqui, como o estudante Caio Pedrinho da Silva, 20 anos, “isso mostra um descaso com toda a região, pois a diferença é muito gritante por serem cidades tão próximas”. Pra ele, que usa carro diariamente, por ser um fato que pesa no bolso, faz-se necessário procurar postos com preços menores e melhores.

Caio ainda fala de outras alternativas, como pegar caronas, utilizar aplicativos de descontos como o Beblue, a fim de “conseguir um retorno do que foi consumido no estabelecimento e acabar diminuindo este impacto”. Tática que também é usada pelo motorista Cristiano Oliveira na hora de abastecer. “São valores muito diferentes e isso não é justo. A gente não pode ficar sem rodar, então, o negócio é utilizar as alternativas que nos restam. Mas não posso deixar de dizer que está um absurdo”, lamenta.

 

Isso mostra um descaso com toda a região, pois a diferença é muito gritante por serem cidades tão próximas

Caio Pedrinho da Silva,

estudante

 

De forma que impacta até mesmo quem fornece o produto. José Maria Fernandes é proprietário do Auto Posto Aviação, em Prudente, e garante que não sabe dizer o porquê disso acontecer, o motivo pelo qual há essa diferença grande nos valores praticados. À reportagem, ele ainda lembra que sendo justo ou não, o certo é que isso afeta os negócios. “A gente tenta conversar com donos de postos de outras cidades, para entender como isso ocorre, como eles conseguem praticar mais baixo, porém, não há uma resposta”, explica.

No preço pago por litro do etanol, José Maria desembolsa R$ 2,52. Nessa conta, ele tenta reiterar que não entende como os valores por lá (na Nova Alta Paulista) - caso de Adamantina - são praticados tão em conta. “Se eu vender a R$ 2,549 e até R$ 2,589, por exemplo, não terei lucro algum”, argumenta. Ademais, o comerciante também declara que “a realidade é essa, de um mercado ruim”, de modo que não há mais nada o que fazer a não ser “aceitar”.

O presidente regional do Sincompetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado São Paulo), Edson Goló Kishibe, foi procurado pela reportagem, até mesmo para explicar todo o cenário de mudança e os motivos que impulsionam para as situações apontadas. Entretanto, as ligações não foram atendidas.

 

 

Mudança

Como já foi tema de reportagem nas páginas de O Imparcial, Dracena foi apontada como a cidade paulista que liderava a classificação de preços do etanol levantada pela ANP, em junho de 2016. De acordo com dez postos de abastecimento consultados na época, o município comercializava o litro do combustível a um preço médio de R$ 1,928, sendo R$ 1,850 o valor mínimo, e R$ 2,160, o máximo.

Como pode ser visto hoje, quase dois anos depois, no novo levantamento (veja tabela), Dracena possui o segundo valor mais caro praticado no etanol, com R$ 2,888, o que mostra uma mudança de cenário. A situação vai além no caso da gasolina, no qual o município detém a pior média por litro, com R$ 4,203.

 

PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS NA REGIÃO

MUNICÍPIO

VALOR MÍNIMO

VALOR MÁXIMO

MÉDIA

Etanol

Gasolina

Etanol

Gasolina

Etanol

Gasolina

Adamantina

2,549

3,899

2,750

4,099

2,655

3,992

Dracena

2,699

4,100

3,050

4,299

2,888

4,203

Presidente Prudente

2,829

4,079

2,999

4,299

2,860

4,118

Presidente Venceslau

2,799

3,999

2,999

4,230

2,957

4,149

Fonte: ANP

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste