Revitalização

Praça Getúlio Vargas tem entrega estendida

BEATRIZ DUARTE - Especial para O Imparcial • 07/02/2018 13:38:02

. Foto: Marcio Oliveira, Prazo de entrega das obras da Praça Getúlio Vargas, em Machado, foi estendido para março

Em maio de 2017, uma nova proposta de reforma, avaliada em R$ 143,4 mil, foi feita para a Praça Getúlio Vargas, na área central de Álvares Machado. O espaço, que teve suas obras paradas em setembro de 2016, após uma liminar garantida pela Defensoria Pública com vista à preservação histórica, teve os serviços retomados em setembro do ano passado. O contrato firmado com a empresa Balmar Construções e Transportes Ltda estipulou o prazo de 90 dias para a entrega da construção, com data final prevista para janeiro de 2018. Todavia, foi estendido por conta das condições climáticas.

A praça segue com os tapumes que impedem visualizar a finalização da obra. Contudo, já é possível enxergar de longe ou de cima, vista privilegiada aos moradores do edifício Condomínio José Maria Martins, os postes de iluminação junto às árvores que permaneceram.

Em nota da Prefeitura, a assessoria confirmou que até o momento as obras seguem com 92% dos serviços completos, e que agora faltam aspectos como detalhes no piso e a colocação dos bancos, que não serão os mesmos utilizados antes da revitalização e, também, cobrados pela população da cidade. Do mesmo estilo, os novos bancos serão doados por empresas de Álvares Machado.

O prazo de entrega era previsto para 2 de janeiro e foi prorrogado em 60 dias devido às chuvas em excesso. Até o momento, o valor gasto no local foi de R$ 102.858,62. A Divisão Municipal de Obras acredita que a Praça Getúlio Vargas será entregue antes de março.

 

Moradores

Moradora do município desde que nasceu, Telma Maracci de Souza, 47 anos, dona de casa, comenta que a praça funciona como o cartão postal da cidade e que, desde a sua juventude, é um local bom e seguro de frequentar. Favorável às mudanças que estão ocorrem, ela acha que as obras possibilitaram melhorar algo que já era bonito. “Não consigo ver muito porque ainda está fechado, mas minhas expectativas são as melhores, espero que tenha uma fonte e luzes”, fala.

Ansiosa para ver a reforma pronta, a estudante de 19 anos, Maria Eduarda Kato, diz que possui laços sentimentais com o local, por fazer parte da sua infância. “Antes eu era a favor da revitalização, que é uma reforma que mantém os aspectos históricos, como a fonte, mas por causa da demora excessiva, hoje eu só quero que termine logo, porque ela atrapalha tanto quem passa a pé quanto de carro”.

Para a aposentada Célia Maria Berta, 60 anos, as mudanças na Praça Getúlio Vargas trarão uma melhoria considerável, mas não deve ser uma solução definitiva, sobretudo pela presença de moradores de rua nas imediações. “Será preciso fiscalização, uma vez que eles acabam afastando as famílias”, comenta.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste