Sinomar Calmona: Cônsul de Portugal, João de Caldas Fernandes, ladeado pelo cônsul honorário, Ricardo Anderson Ribeiro, e Amadeu de Jesus Videira, português radicado no Brasil há 68 anos

Foto: Sinomar Calmona: Cônsul de Portugal, João de Caldas Fernandes, ladeado pelo cônsul honorário, Ricardo Anderson Ribeiro, e Amadeu de Jesus Videira, português radicado no Brasil há 68 anos

INCENTIVO

Portugueses ganham viagem para visitar país

Cidadãos que não visitam a nação há mais de 20 anos podem participar de programa que viabiliza passeio por 10 dias; benefício foi anunciado em Presidente Prudente

  • 21/09/2019 05:20
  • SINOMAR CALMONA - Reportagem Especial

Cidadãos de Portugal que há mais de 25 anos vivem no Brasil e que, por dificuldade econômica, não visitam aquele país há mais de 20 anos, podem participar do programa “Portugal no Coração”, o qual viabiliza gratuitamente uma viagem de volta às origens por dez dias em terras lusitanas. O benefício foi anunciado na quinta-feira em Presidente Prudente pelo cônsul honorário de Portugal, João de Caldas Fernandes, que recebeu a colônia lusitana local e regional na sede da Associação Comercial e Empresarial de Presidente Prudente.

Ao lado de Ricardo Anderson Ribeiro, cônsul honorário de Portugal em Presidente Prudente, Fernandes informou que o programa criado pelo PSD (Partido Social Democrata) daquele país é viabilizado pelo governo de Portugal e permite que 15 pessoas por ano possam fazer esta viagem gratuita.

Diante de um grupo de 20 portugueses radicados em Presidente Prudente, o cônsul relatou que outro objetivo de sua visita também foi orientar a colônia portuguesa da cidade e região, estimada em 10 mil pessoas, sobre os procedimentos de votação nas eleições para o governo e para a Assembleia da República, que acontecem no próximo dia 6 de outubro, em Portugal.

O cônsul explicou que os imigrantes portugueses que têm vontade de fazer esta viagem de volta às origens devem procurar o consulado de Portugal ou buscar as informações sobre o regulamento e fazer o cadastro no site (consuladoportugalsp.org.br). Os inscritos vão passar por triagem e serão escolhidos conforme critérios do regulamento.

Eleições

Os portugueses residentes no Brasil, inscritos para votar, vão às urnas de duas formas: votação presencial (nas instalações consulares) ou votação por via postal. Quem não se manifestou no consulado está registrado automaticamente como votante por via postal. Dia 6 de outubro, haverá eleição para o governo e para a Assembleia - que elege deputados para atuar em Portugal e deputados para atuar em países com colônia portuguesa fora da Europa.

É necessário enviar o voto postal o mais rápido possível, antes do dia da eleição, pois os mesmos serão abertos apenas no dia.

O cônsul João de Caldas Fernandes explicou que os votantes por via postal receberão em suas casas toda a documentação: boletim de voto; envelope de cor verde; e um segundo envelope branco de tamanho maior.

O envelope branco tem franquia postal paga e tem impressos na face com os dizeres: “Assembleia de recolha e contagem de votos dos eleitores residentes no estrangeiro — Círculo Eleitoral fora da Europa”.

Alguns confundem, mas é simples. “Depois de votar no partido de preferência com uma cruz no quadrado, deve dobrar o boletim, colocar no envelope verde, lacrar e depois colocar no outro envelope branco com o xerox de dois documentos de identidade e enviar pelo Correios”, afirmou.