População não adere como deve à campanha de imunização da gripe

  • 26/05/2019 05:52

Faltando menos de uma semana para finalizar a Campanha Nacional de Vacinação, dia 31, contra a Influenza, uma avaliação realizada na sexta-feira pela VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal) revela que dez pessoas estão internadas em hospitais de Presidente Prudente com suspeita de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), causadas pelo vírus. Dentre elas está uma criança de 2 anos de idade que não foi vacinada.

A impressão que dá é que muitas pessoas não se preocupam com a sua saúde e muito menos com a dos seus filhos, visto que, os pequenos fazem parte de um dos grupos prioritários. Mais uma vez os órgãos responsáveis pela imunização lamentam a baixa adesão não apenas no município, mas em vários lugares do país.

Na edição de ontem trouxemos a informação de que em último balanço divulgado pela vigilância, na quinta-feira, 71,36% do grupo prioritário havia sido imunizado, o equivalente a 49.432 doses aplicadas, número considerado baixo, uma vez que o Ministério da Saúde exige no mínimo 90% de imunização do público-alvo.

Não é possível que não se tenha conhecimento, por mais leigo que seja, que uma gripe pode evoluir para algo grave como uma pneumonia, bronquite, e, infelizmente, até fatal. E as vacinas são exatamente para prevenir e deixar o organismo mais forte, imune a tantas doenças.

Se você faz parte de um dos grupos prioritários (crianças, puérperas, gestantes, idosos ou trabalhadores da saúde) inda dá tempo de ir até uma unidade de saúde e tomar a vacina gratuitamente.

Não dê chance ao azar. Valorize a sua vida e a de quem ama.